30/01/2012

Ator de Rebelde prepara projeto de música eletrônica para os fãs

Bernardo Falcone

Por trás dos óculos do personagem Téo, na novela Rebelde(Record), está Bernardo Falcone. O ator, que tem conquistado fãs em todo Brasil por seu trabalho na novela teen, está buscando novos desafios.

O carioca de 27 anos quer lançar neste semestre um projeto de música eletrônica. A intenção é colocar todos os teens para dançar.

Em um conversa com o R7, Bernardo abriu o jogo e contou mais sobre a vontade de ser músico, sobre o assédio dos fãs e o sucesso do jovem Téo. Confira tudo!

R7 - Como nasceu a sua ligação com a música?
Bernardo Falcone - A música sempre esteve presente na minha casa. Apesar de ser filho de um engenheiro e de uma médica, meus pais sempre ouviram músicas, dos mais variados estilos. Com 12 anos, resolvi começar a estudar teclado. Foi aí que comecei a ter noção musical e comecei a cantar. Tive uma banda durante sete anos, que foi uma experiência fantástica na minha vida. Desde então, não parei.
A música me levou ao teatro e de certa forma, parece que sempre deu um jeito de entrar nos meus trabalhos de ator. Nunca deixei de cantar.
R7 - Você tem previsão de quando o projeto será lançado? Em que fase da produção você já está?
Falcone - A ideia é que já nesse semestre eu lance algo. A produção está em fase inicial. Estamos trocando figurinhas e quero antes de iniciar tudo, ter o conceito muito bem estabelecido do que iremos criar.
R7 - Quais são as suas principais inspirações?
Falcone - Minhas inspirações vão de Michael Jackson, Janet Jackson, Madonna, passando pelos ídolos mais recentes, tipo Justin Timberlake, Rihanna, Bruno Mars e vai até Björk, Robyn e coisas mais eletrônicas. Eu escuto de tudo, sou ridiculamente eclético.
Eu quero acima de tudo fazer as pessoas dançarem. Frequentei e ainda frequento muito a noite carioca e paulistana, amo música eletrônica. Quando as pessoas vão pra balada, elas querem se soltar, esquecer dos problemas do dia a dia, querem se divertir, beijar na boca. E eu quero cantar pra essa galera, quero que minha música faça isso tudo por elas.

R7 - O trabalho vai ter a produção do Mister Jam, como nasceu essa parceria?
Falcone - Foi na cara de pau mesmo. Acho o trabalho dele fantástico. E se tem uma coisa que a internet faz é facilitar a nossa cara de pau. Corri atrás do contato dele e fui muito franco, me apresentei e disse que queria desenvolver um trabalho e que ele seria o produtor ideal. Ele ficou animado na hora.
R7 - Por que a escolha de cantar em inglês?
Falcone - Porque eu acho que o inglês combina com a música pop. Não que eu já queira uma carreira internacional, mas não que eu não queira também. Eu gosto do idioma e acho que é uma oportunidade para pessoas de outros países conhecerem a minha música.
Se a Bjork que é islandesa não cantasse inglês, provavelmente eu nunca teria ouvido nada dela.
R7 - Como está sendo a experiência de interpretar o Téo?
Falcone - Eu amo fazer o Téo e amo a novela. Rebelde (Record) tem mais uma temporada aí e eu e Téo continuamos firmes e fortes. Mas, não vou largar meu trabalho de ator pra começar a cantar. Rebelde (Record) é uma novela que prova que é possível atuar e cantar simultaneamente. E se a própria novela levanta a bandeira de que devemos ir atrás dos nossos sonhos, por que não ir?
R7 - Você acha que as garotas gostam do estilo do Téo?
Falcone - Eu achava que não, mas me espantei com a quantidade de "assédio" que leio na internet e ouço nas ruas. Hoje em dia, ser "nerd" está na moda.
R7 - Você sentiu o assédio feminino crescer desde que começou a novela Rebelde (Record)?
Falcone - O assédio de uma maneira geral aumentou bastante! Eu curto, é sinal de que a novela é um sucesso! É sempre no maior respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário