29/02/2012

"A caminho do Verão"


Capitulo 30



 Estávamos nos beijando a quase dez minutos, eu acho,super felizes, quando escuto um "toc, toc". Eu e Arthur paramos de nos beijar, eu encaro-o e, com muito medo, olho a janela.

Na janela, estava a minha madrasta, com uma cara de "eu sabia que isso ia acontecer no minuto que eu deixasse vocês sozinhos...". Ela sorri para gente, com um olhar malicioso, o que me faz corar, e entra no carro. Arthur vai branco feito papel ao meu lado, sem falar uma palavra sequer.  Fomos calados o caminho inteiro, apenas trocando olhares de vez em quando, e as vezes deixando que nossas mãos se tocassem.

Depois de nos deixar na rua do prédio, a esposa do meu pai foi levar a sua assistente em casa.

"Então..." Começa o Arthur.

"Então?" Eu pergunto, com uma vontade louca de começar a rir ou fazer qualquer outra coisa idiotia.

"Você resolveu me dar uma chance ou vai fugir novamente?" Ele me pergunta.

Eu me aproximo dele, pego na sua mão, e dou um beijo de leve nos lábios dele, depois disso falo:

"Vou ficar aqui com você, morrendo de medo, mas vou nos dar uma chance"

Ele sorri e me puxa para um beijo. Caminhamos até em casa de mão dadas. Nos separamos apenas quando ele chega ao prédio dele, que é antes do meu, damos um beijo de despedida e ele entra em casa.

Eu, ao chegar no meu quarto, vou direto para a janela, com o desejo de ver se ele estava no quarto dele. 

Mas, em vez disso, eu vi uma outra coisa, algo que me deixou sem palavras...

Continua...

Escrita por : Amanda

6 comentários: