02/02/2012

"Um amor de novela"


Capítulo 25 da 2ª Temporada.


POV- Arthur
Depois do nosso casamento, que foi perfeito, fomos para o aeroporto. Lá eu finalmente contei para a Lua o destino da nossa viagem. Eu sabia que ela, assim como eu, amava o mar.Por isso decidi que teria que ter uma praia próxima ao nosso hotel. Como o luar era o nosso “símbolo” decidi que nosso primeiro jantar como casal deveria ser ao luar.
Fomos para uma praia perto de Sydney. Quando a minha esposa descobriu o local ela surtou, sempre desejara conhecer a Austrália. No aeroporto, antes do embarque, fomos clicados por alguns fotógrafos, mas por sorte não nos incomodou.
Chegando ao hotel eu fui fazer o nosso check in, enquanto a Lua olhava o hotel. Eu fiquei me sentindo o melhor marido do mundo, pois o sorriso que estava estampado no rosto dela era tão lindo. Ao chegarmos na nossa suíte, que ficava de frente para o mar, possuía uma enorme varanda, e uma bela vista da lua, peguei minha esposa no colo e falei:
“Vamos seguir a tradição” Carreguei-a no colo até a cama, onde deitei-a, e a beijei.
Ela me beijou de volta, toda vez que nos beijávamos eu sentia como se fosse a primeira vez, uma emoção enorme, uma tentação incontrolável, e cada vez mais o desejo crescia. Não conseguia conter-me. Antes mesmo de eu tirar o casaco que ela usara no avião, ela mesma se desfez do material, eu, ao ver isso, sorri e falei:
“Leu meu pensamento.”
Ela só riu, e começou a se livrar do meu casaco e da minha blusa, tudo ao mesmo tempo. Comecei a tirar a blusa dela, enquanto a beijava e ela brincava comigo, torturando-me aos poucos.
Estava finalmente conseguindo o que queria.
POV- Lua
Arthur me levara para a Austrália!! Nós passaríamos nossa lua de mel lá! Assim que chegamos na cidade já senti que tudo seria perfeito. No táxi fomos admirando a cidade que ficaríamos. No hotel, enquanto Arthur preenchia as coisas que era necessário para nos hospedarmos, fui dar uma volta no hotel.
Havia piscinas com mirantes, espelhos d’água, restaurante a beira mar, e uma praia deserta na frente. Quando fomos para o quarto, Arthur me pegou no colo, chamou-me de esposa, e eu surtei.
Antes mesmo dele se pronunciar eu comecei a tirar o casaco, ele ri e comenta que eu lera seu pensamento. Voltamos a nos beijar, cada vez o clima esquentava mais. Ele me conhecia tão bem quanto eu o conhecia.
Estávamos no maior clima, nossa lua de mel estava finalmente começando.
Continua..
Escrita por : Amanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário