28/03/2012

"Criminal"


 
Capitulo 6  

POV's Sophia.

Acordei, tomei um banho rapido e me vesti. Hoje eu teria que sair, então fui procurar a chave da minha moto, mas não a escontrei.
─ Micael, você vio as minhas chaves? - Perguntei
─ Não. - Ele repondeu. - Você sempre perde essas chaves.
─ Mas ontem eu coloquei aqui. - Apontei para o criado mundo. - E sumio.
─ Alguem pegou - Ele falou se levantando da cama. - Vê se não ta com o Chay ou a Mel.
─ Ta. - Falei revirendo os olhos e saindo do quarto, e vi a Mel.
─ Bom dia, Soph - Ela sorrio
─ Bom dia, você vio a chave da minha moto? - Perguntei e ela me olhou confusa
─ Você levou para seu quarto ontem - Disse. - Não esta lá?
─ Não. - Falei - Alguem pegou. - Eu e a Mel começamos a procurar a chave, e nada.
─ Nada. - Mel disse.
─ Garotas, vocês viram a Lua? - Arthur perguntou  - Quando eu acordei ela não estava.
─ Agente pensou que ela estava dormindo. - Falei. - Sera que....
─ Ela pegou as suas chaves e saio? - Mel me interronpeu.
─ Otimo - Arthur disse pegando as chaves dele e saindo.
─ Mel me empresta a sua moto? - Pedi. - Eu tenho que pagar pros caras.
─ Toma - Ela me deu as chaves e eu sai.
 
Horas depois.
 
Ja tinha chegado, e nada da Lua.
─ Aonde ela foi? - Micael perguntou
─ Se agente soubese, agente iria atras ne meu filho?! - Chay disse.
─ Para Chay. - Mel pedio. - Gente to ficando preocupada.
─ O Arthur foi atras dela Mel. - Falei
─ Outro que ainda não chega. - Micael disse.
─ Pelo menos agora eu sei aonde ta a minha moto. - Falei
─ Não você não sabe, você so sabe que ta com a Lua.  - Chay falou. Acho que eu sei aonde ela ta, então me levantei e peguei a chave da moto da Mel, uma arma para previnir e sai sem falar nada, 45 minutos depois eu estava em frente a casa ou ex-casa da Lua, resolvi dar a volta, tentar entrar pelos fundos, chagando la vi minha moto.

─ Pelo menos acertei. - Murmurei para mim mesma, escondi a moto da Mel e entrei na casa, passei pela cozinha, que não tinha ninguem, e fui para a sala, onde tinha uma mulher chorando, devia ser a mãe dela, lembro de que Lua uma vez disse que amava sua mãe, andei ate ela. - Oi. - Ela me olhou assustada, secou as lagrimas depois apenas me olhou
─ Olá. - Ela murmurou - Você deve ser a Sophia.
─ Sim, a Lua veio para cá? - Perguntei, ela sorrio fraco.
─ Esta no quarto pegando algumas roupas. - Ela olhou para o chão.
─ Ela que escolheu assim, não é sua culpa - Falei, fazendo ela me olhar. - Ela não gostava...disso - Olhei em volta. - Nem eu - Sussurei para mim mesma.
─ Pode subir se quiser. - Ela falou, sorri e subi as escadas correndo, virei em um dos corredores procurando o quarto dela, e vi um com a porta aberta, fui ate ele e olhei dentro, la estava a Lua, com uma cara, que segurava nos punhos dela com força, e ela o olhava com odio, depois viu que eu estava la, e disfarçou. Fui andando divagas ate chagar por tras do cara.
─ Porque fugio hein? - Ele perguntou para ela, peguei minha arma e a carreguei, fazendo uma barulhinho, mas o cara escutou e olhou para tras, apontei a arma para ele - Quer atirar? Atira.
─ So quero que deixe a Lua ir. - Falei ameaçadora.
─ Se não vai fazer o que? Atirar? - Ele rio sarcastico. Olhei para Lua que estava atras dele, e ela estava saindo de fininho, pegou sua muchila e foi em direção da porta, então ele a segurou e eu atirei no seu pé, fazendo ele cair, eu e ela saimos correndo, desemos as escadas e a mãe de Lua nos olhava.
─ O que aconteceu la em cima? - Ela perguntou, e vio a arma na minha mão. - Vão embora agora. - Lua tentou abraça-la mas ela saio de perto, e então saimos da casa.
─ Por que você veio? - Lua perguntou
─ Eu que pergunto isso. - Falei a olhando - Você é louca? A policia podia ter ti visto.
─ Digo o mesmo. - Ela falou subindo na minha moto.
─ Por que você veio? - Perguntei
─ Eu beijei o Arthur, minha mãe vio o jornal, e eu queria vela - Ela disse, e ligou a moto e saio. Fiz o mesmo.
 
De noite.
 
Quando se passava pelo quarto de Mel e Chay, dava para ouvir gemidos de ambos, a mesma coisa quando se passava no de Arthur e Lua, o que eu achei impresionante, entrei no meu quarto e vi o Micael sem camisa, estavamos brigados, e eu não gostava disso.
─ Oi - Falei entrando e ele apenas me olhou - Me desculpa.
─ Eu ja disse, eu te desculpa mas não te perdoo - Murmurou
─ Mas...
─ Mas nada, você me traio com o Chay, se drogou, e quase matou a Lua, e atrirou no Arthur. - Ela falou.
─ Eu não queria. - Falei - A Mel ja perdoou o Chay. Por que você não me perdoa?
─ Porque eu não sou a Mel. E a Mel so perdoou o Chay porque ela a Ama.
─ Mas eu gosto de você - Disse chagando mais perto.
─ Você gosta de mim, não me ama.  - Murmurou, eu nem sabio o que era amor na minha vida.
─ Mas eu posso ama-lo se voltarmos  - Falei sorrindo de canto.
─ Quero um amor de verdade. - Ela falou e deitou. - Agora vomos dormir.
─ So dormir. - Suspirei e me deitei ao seu lado, ele olho para mim, e eu não aguentei, beijei ele que correspondeu. Ele tirou a minha blusa, depois o meu shots, tirei a calça dele, deixando-o somente de cueca box, e voltei a beija-lo
─ Eu te amo. - Ele sussurou - E a carne é fraca. - Ele riu.
─ Acho que tambem te amo. - Sussurei de volta, depois nos entragamos ao amor.
 
Continua...

9 comentários:

  1. como assim , a Lua já esta gratinando com o Arthur ? MUAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem não entendi isso
      Mas se for verdade melhor assim do que brigando

      Excluir
  2. Faz o Pov da Lua ou do Arthur contando o que aconteceu com eles!?

    ResponderExcluir
  3. por tudo q é mais sagrado nao deixa de posta ja to aguniada pelo amor de deus maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiissssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Demorando de mais para postaaaar!
    Posta logo essa é uma das minhas 2 webs prediletas ! ♥

    ResponderExcluir