12/04/2012

"A Lucíola moderna"


Em Breve no Q.T

"Ao final de A Caminho do Verão, minha nova web começará a ser postada. A mesma é uma nova versão do livro do José de Alencar, intitulada Lucíola."

Lucíola era uma cortesã em 1855. Paulo, um forasteiro, apaixonara-se por ela, e mesmo sabendo qual era a sua profissão manteve-se sempre ao seu lado. Após sua morte, ele amparou Ana, a irmã de sua amada. Seis anos depois da morte cortesã, a irmã dela conseguiu se casar, graças à ajuda de Paulo e o dote que Lucíola deixara a ela.

Muitas gerações depois, Lua nascera. Lua era, na verdade, a bisneta de Ana, portanto parente distante de Lucíola, cujo nome verdadeiro era Maria da Glória.

Lua, apelido carinhoso que remetia ao nome falso de Maria da Glória, jurou que jamais permitiria que um homem fosse dono dela, assim como sua antepassada jamais permitira. A loira, determinada, jurou jamais apaixonar-se por ninguém, porém, o destino fora cruel com ela,e obrigou-a a seguir um rumo que não desejara.

Aos 16 anos, a loirinha paulista, abandonara a sua cidade, depois que seu pai descobrira como ela conquistara o dinheiro que salvara os irmãos que haviam adoecido. O vizinho dela, um velho asqueroso, chamara Lua, ao vê-la chorando pela falta de dinheiro da família, para arrecadar um pouco de dinheiro, porém era necessário que ela lhe desse algo em troca.

Sem saber ao certo o que ocorria, a menina aceitou o convite, pois o amor pelos irmãos superava o amor próprio. Lua fora obrigada a dar sua virtude (virgindade) em troca do dinheiro, mas jamais contara nada a ninguém. Muitos meses depois, o pai dela descobrira o que ocorrera e expulsou-a de casa.

Na rua, desamparada, uma senhora veio ajudá-la. Lua aceitou o convite, pois não restava-lhe outra solução que não fosse essa. Essa mulher oferecera-a a oportunidade de viver como uma princesa no Rio de Janeiro, mas, para isso, era necessário que ela trabalhasse como uma cortesã moderna (prostituta) e desse parte do que ganhasse para senhoras, coma  finalidade de pagar o que devia a ela por sua ajuda.

Lua, aos poucos, conseguiu liberta-se dessa mulher. Viajou ao exterior e limpou sua má fama. Infelizmente, ao retornar ao Brasil,ela descobrira que, mais uma vez, sua família passava necessidades, e, com isso, ela teve que voltar à sua antiga profissão.

Inesperadamente, no seu segundo ano de volta ao Brasil, Lua passo, na praia, por um moreno alto e bonito, que, ao vê-la derrubar os óculos de sol, juntou-os para ela. Suas mãos tocaram-se e um breve olhar foi trocado por eles. Semanas depois, o menino moreno, que era um nadador profissional, e a loira encontraram-se novamente, e segredos foram desvendados, assim como palavras foram trocadas.

Espero que gostem,

Beijos

@CronicaDaAmanda

5 comentários:

  1. Essa historia será linda tomara

    ResponderExcluir
  2. Eu preciso que seja postada imediatamente essa web! Meu Deus, só a sinopse já é PERFEITA imagina a web?! Quando começa?!

    ResponderExcluir
  3. Celly, Voce nao vai postar minha web "IRONIAS DO DESTINO"??

    ResponderExcluir
  4. quando vc começa a postar eu ja li todas as suas webs menos essa "a lucíola moderna"

    ResponderExcluir