20/05/2012

Bernardo Falcone fala sobre “Rebelde”, fãs e muito mais


Bernardo Falcone é um jovem  ator que junto com o elenco de “Rebelde” está desfrutando do sucesso e do grande assédio vindo de fãs apaixonados. Antes de chegar à TV aberta, ele esteve no Canal Disney Channel, onde participou de alguns projetos. O ator aceitou falar a Marcus Sadok, do RD1, com exclusividade.

Confira:


Bernardo, você tem 28 anos. “Rebelde” é o seu primeiro grande trabalho na televisão aberta e em novelas. Como era sua vida de ator antes da fama, tendo em vista as dificuldades da profissão e de se chegar ao ponto da repercussão que você se encontra hoje?

Minha vida antes da TV sempre foi de muita ralação e dedicação ao teatro. Estudei na CAL e sempre quis ir muito a fundo no trabalho. Usei aquele ambiente de aprendizado como um laboratório, me permiti entrar em contato com os principais autores e as principais obras do Teatro. Cresci como ser humano e como artista. Sou muito grato pela forma que as coisas aconteceram na minha vida. Tudo no tempo certo.

Você convive com o assédio. Como lida com ele?

Eu adoro o carinho do público. Seja nas ruas, na academia, em cidades que visito. Isso nunca foi problema pra mim, sempre fui abordado de maneira muito respeitosa.

Descobrimos que você malha de segunda a sábado. Malhar é como um vício para você?

Malhar, pra mim, é uma maneira de aliviar o stress e diminuir a paranóia em relação ao físico. É muito importante praticar atividade física. Eu consegui encaixar na minha correria e me faz muito bem.


Em Rebelde, seu personagem é um nerd. Quais são os valores sinônimos e antônimos entre o Téo e o Bernardo?

Sinônimos eu diria que a paixão pela tecnologia, smartphones, tablets etc, e a dedicação aos amigos. Antônimos seriam a timidez, a introspecção e as roupas (risos).

A segunda temporada de “Rebelde” entrou na onda do momento, “vampiros”. Porém parte do público e crítica não aprovou muito a nova temática da novela. O que você acha dela?

Eu acho que “Rebelde” é uma novela que permite experimentar os mais diversos temas. E a novela se transforma junto com o público e com a resposta do público. É praticamente interativa! São eles que mandam.

Quais os valores em uma pessoa te atrai?

Educação, humor, inteligência.


Você se define como uma pessoa que “critica tudo”. Rola muito “auto-crítica” também, tanto no ramo pessoal quanto profissional? Como é?

Sim, bastante. E hoje em dia eu me policio para não me sabotar. A gente lida o tempo inteiro com a própria imagem estampada na TV, com o nosso trabalho ali pra todo mundo julgar. Tem que trabalhar o desapego. E a melhor maneira de fazer isso é estudar bastante as minhas cenas, me preparar muito pra gravar e fazer o meu melhor. Sempre vou achar que poderia ter sido muito melhor, mas é preciso parar pra curtir as conquistas.

Quais projetos você ainda pretende realizar na sua carreira? E o que almeja na vida pessoal?

Ih, são muitos! Estou só começando ainda. Quero fazer muitos filmes, quero viajar muito, quero gravar um CD, lançar um livro… A lista é enorme!

Nenhum comentário:

Postar um comentário