09/05/2012

"A Lucíola moderna"


Capítulo 7


Quando o nadador acordou, ele esperava apenas mais um dia de competição. Arthur esperava ver seus amigos e familiares na arquibancada e algumas caras familiares, mas não imaginava que Lua estaria lá.

A loira não sabia que o moreno estaria competindo naquele dia, pelo contrário, ela fora lá apenas porque havia sido contratada para fingir namorar um garoto que estaria competindo. Quando anunciaram o nome do moreno no microfone como um dos competidores ela sentiu-se tonta.

O moreno, por sua vez, vira-a apenas quando estava fazendo a tradicional volta olímpica. Arthur se desconcentrara vê-la lá não era o que ele esperava, e para piorar, ela estava de mãos dadas com um de seus rivais.

Ao soar do apito, o moreno estava desconcentrado. Perdeu alguns segundos no mergulho, mas logo os recuperou. Se sua cabeça não estivesse tão confusa em relação à Lua, ele teria quebrado o recorde do clube.

Na saída da piscina, vários conhecido vieram cumprimentá-lo pelo sucesso. Lua, que estava sentada perto de Chay,  ficou olhando-o feliz. Era estranho, mas, mesmo estando apenas um dia com aquele menino, ela ficava feliz por sua conquista.

Após a competição, uma festa foi dada no clube. Arthur, o convidado de honra, parecia o menos animado, enquanto a garota mais bela (Lua) a mais triste de todas. Em determinado momento, ambos decidiram ir tomar um ar na varando, e ao fazer isso encontraram-se.

“O que você está fazendo aqui?” Questionou-a.

“Eu estou acompanhando o seu coleguinha nadador.” Falou Lua, sem demonstrar o constrangimento que sentia.

“Ummm, certo, esqueci que esse era o seu trabalho.” Comentou Arthur, frio, sem olhá-la.

Com esse comentário, Lua começou a andar em direção à porta da varanda, mas no meio do caminho tropeçou, e Arthur segurou-a.

Quando isso ocorreu, seus olhares cruzaram-se, e ambos não resistiram, beijando-se calorosamente.

As mãos fortes e firmes do moreno, seguravam-na pela cintura, enquanto seus lábios ficavam pressionados contra os dela. Lua, por sua vez, puxava-o pelo colarinho da blusa . Os dois apartaram-se quando o ar se extinguiu por completo. Ao suas bocas separarem-se...

Continua... 
                                                                                              Escrita por : Amanda



5 comentários: