21/05/2012

"A Lucíola moderna"


Capítulo 22


Arthur explicou a menina que estava namorando, mas mesmo assim ela insistiu e beijou-o. Ele, por sua vez, empurrou-a.

No dia seguinte, ao voltar para o Brasil, ele passou em sua casa. Beijou sua mãe que parabenizou-o pela vitória e correu para casa da amada.

Naquele dia, para aquela ocasião especificamente, ele escolhera uma calça jeans de lavagem escura, uma blusa preta e um tênis azul com preto.

Lua, naquele mesmo dia, estava sem esperar seu amado, e por isso, tratou de ficar em função de seu segredo.

Quando Arthur chegou na casa da amada, assustou-se. Lua estava sentada num sofá, abraçada com um estranho, logo em seguida o homem beijou-lhe a mão e fez carinho no seu rosto.

Assim, que o mesmo saiu da casa. Arthur entrou esbravejando na casa da pessoa que amava, e disse:

“Fico feliz de ter visto isso, assim não fico a enganar-me mais. Nunca poderemos ficar juntos novamente. Como eu não esperava uma traição vinda de uma...” Nesse instante ele respirou fundo, simplesmente não conseguia continuar a falar, não conseguia falar mal dela, pois ainda amava.

Arthur então retirou-se, sem falar mais nada, ou sequer ouvir o que ela dizia a ele.

Lua, triste por não conseguir se explicar, culpada por ter guardado um segredo do homem que amava, pôs se a chorar.

Ela estava dividida, tinha medo de revelar seu segredo a ele, e que o mesmo a julgasse, mas também não desejava perdê-lo, nem mesmo pô-lo em risco. No final, ela decidiu simplesmente se exilar.

Continua...
Escrita por : Amanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário