25/05/2012

"A Lucíola moderna"



Capítulo 28 e 29


“Você tem certeza que nós temos que acabar?” Ele perguntou à ex-namorada.

Lua então lhe respondeu:

“Você ficar comigo seria um ato de egoísmo. Eu sei que não faria bem a você, e que muito menos o deixaria ser completamente feliz.”

Arthur não falou nada, apenas ficou acariciando os macios cabelos da ex-cortesã.

“Mesmo assim, sei que você já é maduro o suficiente para decidir por si só. Sei que ano sou eu que posso impedi-lo de ficar comigo. Mas, a coisa que eu tenho mais certeza e nojo é que eu sou tão egoísta que não tenho forças suficientes para expulsá-lo da minha vida.”

O moreno, ao ouvir isso, sorriu e beijou-lhe a testa.

“Você não é egoísta. Eu sei que você tem medo de me machucar, mas pode ter certeza que isso não ocorrerá.” Ele avisou-lhe.

Os dois então beijaram-se, e,se não fosse pelo que ouviram a seguir, teriam continuado a beijar-se até que a noite caísse e eles fossem para cama juntos.

Capítulo 29

“LUAAAAAAAAAAAA!!!” Gritou uma voz feminina, assustada.

Lua levantou-se ao ouvir essa voz, e correu para dentro de casa, atrás dela vinha Arthur, igualmente preocupado.

Ao entrarem na residência viram Anna, e, atrás dela, ninguém menos que um dos ex-amantes da Lua, pessoa que a mesma odiava e temia.

A menina chorava, desesperadamente, enquanto o homem nojento segurava-a com força e olhava Lua com olhos famintos.

Arthur, sem saber quem era, mas igualmente preocupado, ordenou:

“Largue-a!”

O homem riu e respondeu:

“Então manda a loirinha me pagar o que deve.”

Continua...
Escrita por : Amanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário