28/05/2012

"My first love"


Capitulo 9 e 10


                    - Lua?! O que ta acontecendo hein? – questionou Sophia.
            - Ei mocinha, o Arthur te tratou mal? Ele falou alguma coisa? Fez alguma gracinha? – Mel questionava nervosa e sem parar – responde Lua, tá me deixando aflita!
            - Na... Na... Não foi nada – respondi seco já me virando em direção ao interior da casa da Mel.
            - Nada!? Tem certeza? Você tá verde! – indagou Soph com todo o seu exagero.
            - Serio, não foi nada – respondi um pouco mais segura – e então, vamos entrar ou vamos conversar aqui fora mesmo?
            As meninas entraram, mas não estavam acreditando muito na minha historia. Passei a tarde inteira viajando nos meus pensamentos e não prestei muita atenção em quase nada do que as meninas falavam. Minha sorte foi quando elas resolverem assistir filme, assim não tinha que ficar me explicando por cada história que elas contavam e eu não sabia o que comentar hahaha.
            Ao voltar pra casa fiquei perdida em meus pensamentos. Afinal qual era a intenção do Arthur? Será que foi só pra me deixar sem graça? Mil coisas se passaram pela minha cabeça, mas minha paixão de criança só aumentava.
* * *

Capitulo 10

POV Arthur

            Ai que comédia! – foi o que pensei enquanto ia pra casa do Pedro. A coitada deve tá sem entender nada até agora, mas eu não resistir. O dia do aniversario foi tão bom vê-la daquele jeitinho, toda vermelha, sem saber o que fazer, eu vi que ficou perturbada. E hoje tive oportunidade de repeti. Ai, ai... ela é tão gatinha, um pouco novinha demais claro, mas linda! Se não fosse o Pedro ser tão ciumento, eu não tinha ficado só no selinho não. Mas se ele sonhar com isso me quebra na pancada.
            Foi ai que parei pra pensar na merda que eu fiz. E se aquela garota abrisse a boca pra contar pro irmão!? Era meu fim, e logo agora que tinha conhecido caras legais nessa cidade maluca. Tava mesmo ferrado se ela contasse pra ele.
            Por outro lado acho que ela não fala nada não, afinal o clima ia ficar tenso não só pra mim. Passou uns dois dias e ninguém falou nada, acho que ela ficou  quieta sim, mas será que ela gostou também? Afinal não foi uma nem duas vezes que vi os olhinhos dela brilharem e seu rosto lindo corar quando eu falava com ela. E que olhos mais lindos! E se ela gostou, não sou eu que vou querer para por ai.

28 de fevereiro de 2004 – POV Lua

            Meu aniversário se aproximava, como estava ansiosa pra minha festa, apesar que eu acho que a Soph se divertiu bem mais pensando nos preparativos e em cada detalhe da decoração com a minha mãe.
            Minha rotina continuava a mesma, manhã aula, a tarde, inglês nas segundas e quartas e natação nas terças e quintas, e a noite dormir e sonhar com o Arthur... Isso mesmo, eu assumo que a cada dia me pegava ainda mais apaixonada por aquele príncipe.
* * *

Continua...
Escrita por : Nana F

3 comentários:

  1. posta mais eu amo essa web
    recadinho pra Nana
    *olha vc escreve mto bem acho q vc devia ser escritora conserteza eu compraria tdos os seus livos #Ficaadica*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada... Não é pra tanto! Começando agora, quem sabe no futuro??? kkk

      Excluir