25/06/2012

Lindo, leve e de bem com a vida: Paulo Leal fala sobre seu personagem em Rebelde

Lindo, leve e de bem com a vida: Paulo Leal fala sobre seu personagem em RebeldeUm cara leve, tranquilo e de bem com a vida, assim é Tadeu. Ou seria Paulo? Na verdade, são os dois! No melhor estilo "brother", tanto o ator quanto o seu personagem chegaram para trazer muitos "sorrisos, carinho e rebeldia" para a trama.


Com a chegada de Tadeu, de quebra, ainda vão rolar aulas de teatro, fazendo com que o fã de Rebelde entenda um pouco melhor o trabalho de seus ídolos da novela. Para tratar sobre esse e outros assuntos, o R7 bateu um papo com Paulo Leal. Confira!

R7 - Como você foi recebido pelo elenco de Rebelde?
Paulo Leal -
 Acredito que não poderia ter sido melhor. Todos fizeram o possível pra que eu me sentisse em casa.

R7 - Você já conhecia alguém do elenco ou da equipe técnica?
Paulo Leal -
 Sim! Thiago Amaral, o Miguel na novela, é um amigo de londa data. Marina Rigueira, que interpreta a Tatiana, também é uma grande amiga. O Diego Montez (Murilo) é outro querido. E o Silvio Meanda (Pingo), amigo e grande jogador nas horas vagas. Já da parte técnica tem o Lino (diretor de arte) e a Mari Baffa (figurinista), pessoas especiais. A maioria eu ainda estou conhecendo, e gostando do que vejo.

R7 - O que você acha de seu personagem, o Tadeu? Como você o descreveria?
Paulo Leal -
 Acho muito bom. Um cara leve, tranquilo com a vida. Tipo "brother", saca? Só tenho em agradecer a autora Margareth Boury por esse presentão. 

R7 - Você se identifica com algum aspecto dele?
Paulo Leal -
 Sim. Acho que a gente está aqui, nessa vida, pra ser feliz! 

R7 - Ao que parece, Tadeu é um verdadeiro conquistador. E aí, quem deve ser a primeira a se render aos encantos do professor?
Paulo Leal -
 Uhmmm...Prefiro deixar a autora decidir. 

R7 - Como vão funcionar as aulas de teatro no Elite Way?
Paulo Leal -
 Nesse primeiro momento, começamos com um passadão teatral. São cenas de improviso, jogos cênicos e outros exercicíos para deixar os alunos a vontade.
R7 - E vai rolar uma peça?
Paulo Leal -
 Ainda não começamos a conversar sobre montagem de peça, mas acredito que deva acontecer mais pra frente.

R7 - O fato de você ser ator facilita na interpretação de um professor de teatro ou o desafio seria o mesmo independente da matéria lecionada por Tadeu?
Paulo Leal - 
Cada personagem exige uma relação diferente. Claro que o fato de eu ter vivido muito o "ser aluno" no teatro me possibilita trazer pro Tadeu características que gostei dos mestres que tive. Desafio existe, mas eu amo.

R7 - O que os fãs podem esperar de Tadeu na novela?
Paulo Leal -
 Sorrisos, carinho e rebeldia! (risos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário