13/06/2012

"Lock and Key"


Capítulo 29 e 30


POV- Arthur

Não respondi, mas abracei-a. Eu não sei porque abracei-a, mas simplesmente pareceu certo. 

Repentinamente viramos nossos rostos, fazendo com que nossos lábios se tocassem. Naquele momento eu possuía duas opções, beijá-la, já que estava na cara que ela estava frágil e que não iria reclamar, ou recuar e ganhar a confiança dela.

Minha questão era: QUE DECISÃO TOMAR.

POV- Lua

Após a aula de canto, que pareceu mais uma tortura para mim, foram todos almoçar, enquanto isso eu fui até uma sala vazia que usávamos para descansar e coloquei-me a chorar.

Repentinamente o Arthur entrou no local onde eu estava, perguntou o que ocorrera, mas eu não consegui responder. Para minha felicidade ele abraçou-me e isso me deixou feliz, foi um abraço verdadeiro, de amigo, carinhoso que me fez ficar calma e feliz.

Quando recuperei a fala, disse obrigada e beijei-lhe a bochecha.  Depois dele insistir contei-lhe o que houvera para me deixar triste, ele abraçou-me novamente e quando eu virei o rosto ele fez o mesmo.

Senti os lábios macios dele tocarem nos meus, naquele momento, se eu desejasse, eu poderia beijá-lo e por a culpa na minha tristeza, alegando que eu estava sem pensar quando fiz aquilo, mas, infelizmente, fomos interrompidos.

“Pô bixo, foi mal.” Disse o Chay.

“Que nada Chay, não está acontecendo nada.” Respondi, agora sorrindo.

“Ok, só ia avisar que estão procurando você Arthur.” Ele falou, olhando-me desconfiado.

Arthur saiu da sala, e fiquei a sós com o Chay. Essa,por sua vez, olhou para mim e disse sério:

“Quando você irá admitir que gosta dele?”

“Chay querido, você repete essa pergunta e eu corto sua língua.” Falei irritada, que loucura! Aonde já se viu pensar que eu gostava do Arthur! HAHAHAHA!

“Então senhorita Blanco, você tem vontade de dar uns pegas no Arthur Aguiar?” Ele perguntou, insistindo.

“CHAY!! Obvio que não! Ele é apenas meu colega de trabalho!” Falei, tentando parecer que estava falando a verdade.

“Ok...” Chay falou. “Vou fingir que acredito. Agora Luinha, preciso de sua ajuda... Pode ser?”

O que o Chay queria? Fiquei a perguntar-me, e outra, quem estava a procura do Arthur?

Capítulo 30

POV- Arthur

Fiquei feliz quando o Chay interrompeu-me, pois caso contrário eu não saberia o que escolher. Quando sai da sala não demorei a descobrir quem estava a minha procura. Pérola, minha namorada, estava sentada num dos sofás do estúdio.

“Meu amor! Eu passei no teste! Farei parte da novela também!” Ela disse toda alegre.

“Ah que bom minha princesa!” Eu disse, verdadeiramente feliz.

Era ótimo poder trabalhar com minha namorada, mas seria horrível beijar a Lua na frente dela novamente.
Ela teve que se despedir de mim, pois precisava ir embora e eu ensaiar. Ao retornar ao local que estávamos tendo aula de música encontrei a Lua e o Chay....

POV- Lua

O Chay pediu que eu ajudasse-o a provar para Sophia que ele realmente estava apaixonado por ela. Se eu não acreditasse que ele estava falando a verdade eu não ajudaria, mas era visível que ele estava apaixonado.
Combinei de ajudar ele a pensar em algo. Quando fomos para a sala onde teríamos aula de música coloquei-me ao lado dele, como normalmente.

Começamos então a cantar, eu e Chay quando o Arthur entrou e falou:

“Nem me chamaram para tirar um som... kkk”

“A gente não queria atrapalhar você e sua namoradinha!” Disse o Chay rindo, fazendo-me quase engasgar.
Eu quase beijei ele enquanto a namorada dele procurava-o! Que horror teria sido!

“Haha boa desculpa!” Falou o Arthur.

Minutos depois a professora entrou, ora ela usava-me como exemplo, ora pedia para o Chay ou o Arthur demonstrarem.

Os dias foram passando, cada dia eu acabava vendo o Arthur mais e mais como um amigo. Comecei a conviver com a namorada dele, tornando-me “amiga” dela, Chay e Sophia passaram a namorar depois que ele encheu a casa dela com flores  e fez um jantar romântico. O casalzinho novo passou a ser o maior mel do mundo. Mel e eu passamos a fazer exercícios físicos juntas. Um dia decidi convidar meu melhor amigo, o pentelho do Chay, para abrir o meu show de despedida da Lágrima Flor. Após gravar cinco vezes minha despedida da banda, finalmente chegou o dia do meu show, nesse mesmo dia o Arthur....

Continua..
Escrita por : Amanda

4 comentários: