14/06/2012

"Lock and Key"


Capítulo 31 e 32


POV- Arthur

Aos poucos, passei a gostar mais e mais da ideia de namorar a Pérola, eu e ela éramos parecidos e ela era o meu estilo de garota. Lua passou a tornar-se minha amiga, porém a Mel aproximou-se ainda mais de mim.

Um dia, enquanto eu conversava com a morena ela perguntou-me:

“Arthur tu gosta mesmo da Pérola?”

“Claro, se não eu não ia namorar ela.” Respondi.

“Ok, mas confessa que tu sentes algo pela Lua.” Ela exigiu.

“A Lua é só a minha amiga.” Eu respondi.

“Ok, e seu olhar apaixonado para ela, o sorriso que você dá sempre que a vê, as implicâncias constantes são o que? Amizade colorida?” Ela falou rindo.

Sequer respondi, Lua era minha amiga, nada mais, a Mel estava vendo além do que existia.

No dia 23/10/10 eu peguei uma gripe horrível, fiquei de cama e tudo mais. Na manhã daquele dia, Lua passou na minha casa com uma cesta cheia de guloseimas e coisas para eu me distrair. O presente era dela, Chay e Sophia, põem apenas ela fora entregar-me. 

Ficamos a manhã inteira vendo filme, a loira o tempo todo cuidando de mim, olhando se estava na hora do meu remédio e obrigando-me a tomar água e me alimentar. Não vou mentir, adorei toda essa atenção que ela me deu. Quase às 12 horas, ela teve que ir para o estúdio, pois teríamos aula naquele dia, já que eu possuía dispensa médica, fui liberado.

No dia 25/10/11 começou as preparações para começarmos a gravar, mas nada foi efetivamente gravado.Apenas no dia 08/11/10 o Chay e a Sophia começaram a namorar, antes disso houve muita sedução e paciência.

No dia 10 Lua faria sua última apresentação com a banda, e eu obviamente iria prestigiá-la, mas essa minha decisão levou a uma briga horrível com a Pérola.

Quando cheguei ao local do show, o Chay já encontrava-se no palco abrindo o espetáculo. Num canto mais reservado, Lua assistia a tudo emocionada. Na hora de sua última música vi uma lágrima em seu olho, mas vi também a felicidade em seu sorriso.

Muitas horas depois da apresentação, quando todos já haviam ido embora, ou melhor, quase todos, fiquei a sós com a Lua.

“Aqueles dois se acertaram.” Ela comentou, sorrindo e olhando Sophia e Chay.

POV- Lua

Quando fiquei sozinha com o Arthur, falei:

“Aqueles dois se acertaram.”

“Verdade, eles tem que aproveitar enquanto ainda não existem brigas.” Respondeu-me ele sério.

“Credo Thur!Anda desiludido com relacionamentos sérios?” Brinquei.

“É, mais ou menos, eu e a Pérola brigamos hoje.” Ele explicou.

“Ah...” Falei com pena dele, não era a toa que ele estava tão desanimado. “Mas foi apenas uma briga, amanhã vocês já estão bem.” Falei, tentando soar otimista.

“Lua, ela acabou o namoro comigo porque acha que eu estou apaixonado por outra pessoa.” Ele respondeu, deixando-me atordoada.

Se ele havia acabado o namoro, significava que não havia porque eu não investir nele, mas ao mesmo tempo, se ele gostava de outra quem seria ela?

Capítulo 32

POV- Arthur

Contei para Lua sobre o motivo da nossa briga. Por um tempo ela ficou calada, até que perguntou: “Você está realmente gostando de outra?”

“Por que a pergunta?” Perguntei, para não ter que responder.

“Bem, se você estiver gostando de outra acho que não deve ficar iludindo a Pérola, ela é legal e gosta de você e não merece sofrer.” Ela explicou.

“Eu não sei se gosto de outra, sei apenas que se fosse para gostar de alguma mulher essa não me desejaria, pois me vê apenas como uma amiga.” Eu falei, dando um pouco de indireta para Lua.

“OMG! Arthur você gosta da Mel!” Ela falou boquiaberta.

POV- Lua

“Você está realmente gostando de outra?” Perguntei, com raiva da outra.

“Por que a pergunta?”  Questionou-me ele.

“Bem, se você estiver gostando de outra acho que não deve ficar iludindo a Pérola, ela é legal e gosta de você e não merece sofrer.”  Falei, mentindo e dizendo a verdade ao mesmo tempo.

“Eu não sei se gosto de outra, sei apenas que se fosse para gostar de alguma mulher essa não me desejaria, pois me vê apenas como uma amiga.” Ele respondeu.

Essa resposta pôs0me a pensar.... Das amigas que eu conhecia, Sophai não poderia ser, eu obviamente também não era, as únicas que restavam eram Mel e Anna (minha irmã).

“OMG! Arthur você gosta da Mel!” Conclui boquiaberta.

“Não!” Ele respondeu rindo. “A Mel REALMENTE, é apenas uma amiga, a pessoa que eu gosto eu acho as vezes que me odeia.”

“Puts, estou com pena de você.” Ela falou, rindo levemente.

“Ah! E você ainda ri de mim!” Ele falou.

“Arthur! Conta para mim, quem sabe eu posso te ajudar a ver se você deve arriscar apaixonar-se por essa pessoa ou não.” Sugeri louca para saber quem era.

A verdade era que eu tinha que me acostumar com o Arthur apenas sendo meu amigo, apesar de desejá-lo FISICAMENTE. Eu não o amava, eu estava certa disso, não era possível eu gostar de alguém que não tinha nada de parecido comigo.

Ele olhou para mim, sorriu levemente, aquele sorriso que me deixava toda boba por dentro, e disse: “Eu falo, pois sei que apenas você pode me ajudara  decidir se devo ou não voltar para Pérola, mas em troca você deve responder-me uma pergunta e prometer que NADA irá mudar entre nós.”

“Ok prometo.” Falei, me sentindo podre por dentro e super nervosa. Eu não estava preparada para confidenciar o novo amor dele.

“Eu estou começando a gostar de você. O que eu quero saber é, com sinceridade, sem pensar em ninguém mais, o que você sente por mim?”

Continua..
Escrita por : Amanda

4 comentários:

  1. AAAAA posta mais por favor!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH NÃO ME TORTURA ASSIM CELLY E AMANDA! ISSO É MUITO RUIM POSTA VAI!

    ResponderExcluir
  3. pera ai, isso foi uma declaração de amor, ou foi uma pergunta muito idiota do Arthur?,(espero que seja a primeira opção) Me respondem por favor!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir