18/06/2012

"Lock and Key"


Capítulo 43 e 44


POV- Arthur

Estava finalmente indo começar a falar sobre o que realmente havia acontecido naquela noite, quando o garçom chegou com a nossa comida.

Esperei-o nos deixar e servi a Lua. Depois, retomei do ponto que havia parado:

“Então, ao chegarmos à festa eu e meu amigo nos separamos, ele vai à procura da namorada, e eu vou atrás da Ana, a novata. Não demoro muito à encontrá-la. Vejo-a dançando com algumas meninas, chego nela, conversamos e por fim ficamos. Não sei exatamente como, nem quando, mas quando percebo estamos juntos no quarto dela, e já eram 6 horas da manha.”

“Ah, então vocês dormiram juntos?” Ela me questionou.

“Obviamente. Eu me despeço dela e corro para casa, quando entro vejo a minha ame sentada no sofá com um sinto na mão. Não conto o que havia feito na noite anterior, apenas falo que fui a uma festa. Dona Kátia ficou enfurecida, mas não me matou porque sabia que eu estava completamente sóbrio.”

Ela riu de mim, e perguntou se a Ana havia sido a minha primeira. Respondo que sim e perguntei quem fora o dela, gastando assim a pergunta que eu direito de fazer. Mas, ela não me respondeu como eu desejava, disse apenas que fora um amigo de infância. Fiquei imaginando qual teria sido, pois eu conhecia alguns deles. 

No retorno para o hotel, dividimos novamente o táxi, mas desta vez eu paguei para ela. No hall encontramos o Chay e a Sophia, que estavam com os pais, conversamos um pouco com eles e a mãe da Sô perguntou se éramos um casal.

“Não, somos apenas amigas, ao contrário desses dois” Respondeu a Lua abraçando o Chay e a Sô. Todos nós rimos.

“O Arthur tem namorada mãe.” Explicou Sophia.

“Ah desculpa, mas olha, imagino que você dois vao fazer um casal perfeito, pois aparentam ter muita química.” A mãe da nossa amiga comentou.

No elevador, algo muito engraçado ocorreu, ou fora algo muito desesperador?

Capítulo 44

POV- Lua

“É engraçado imaginar você como meu namorado. Sou mais velha, e você tem uma cara de bebê, tão puro!” Falei rindo, implicando com ele.

“Ah tenho cara de bebê?” Falou ele e com isso prendeu-me contra a parede do elevador.

Quando ocorreu isso escuto um barulho alto, e olho-o  assustada.

POV- Arthur

Quando fiz isso escuto um barulho alto, e ela me olhou assustada, não sei se pelo meu gesto ou pelo barulho.

O elevador para repentinamente, fazendo com que perdêssemos o equilíbrio. Alguns segundos depois a luz do elevador foi cortada, e ficamos lá no escuro.

“Lua, você está bem?” Perguntei preocupado.

“Estou, e você.” Ela disse.

“Sim.  Viu, nem o elevador gostou da sua implicância.” Falei rindo.

“Hahaha, bobão.” Ela respondeu, enquanto usava o celular como lanterna.

“Será que vai demorar para gente sair daqui?” Questionei.

“Tomara que não.” Ela falou, calando-se.

Passaram-se alguns minutos. Lua deitou-se em meu colo e eu fiquei acariciando seu cabelo. Estávamos nessa cena estranha, no chão do elevador quando a porta finalmente abriu-se.

POV- Lua

Eu estava deitada no colo do Arthur, no chão do elevador, quando a porta abriu-se e as luzes voltaram.
Nossas mães ficaram a nos encarar, assim como Sophia e Chay. Rimos todos da situação e fomos para os nossos quartos. No meu quarto, Sophia me ligou e pediu para ir ao meu quarto, ela queria falar sobre algo urgente.

Chegando lá ela apenas encarou-me e falou:

“Lua Blanco! Me conte tudo que aconteceu entre vocês no elevador, e o que ocorreu antes disso! E não vai dizer que você nunca ficaram, pois eu duvido!”

Continua..
Escrita por:  Amanda

3 comentários:

  1. Haha, muito bom, mesmo :DD
    Quero mais !

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAA posta mais !!!!!!! faz com que a sophia faça a lua perceber que gosta do arthur e o chay a mesma coisa com a arthur, faz com que ele fiquem de novo por favor!!!!!!!

    ResponderExcluir