30/06/2012

"Lock and Key"


Capitulo 11 e 12


POV- Lua

Decidi que daria no mínimo duas semanas ficando com o Arthur até transar com ele. Porém, o desejo que eu sentia era quase que incontrolável.

No estúdio fingíamos ser apenas amigos, mas sempre que estávamos a sós nos beijávamos, andávamos de mãos dadas. Arthur enviou para minha casa flores, um cartão, ligava-me sempre que podia... Tudo parecia um sonho.

Se eu estava feliz com minha vida amorosa, meu trabalho estava também apenas melhorando. Fomos avisados que passaríamos a viajar para São Paulo, onde gravaríamos todos os finais de semana uma música.

Eu e Arthur decidimos fazer uma Twittcam juntos, no dia 28/05/2011.. A ideia era estranha, eu e ele tínhamos medo que notassem que éramos mais que amigos. Chay ia sair com a sogra naquele dia e sua namorada, enquanto Micael sairia com uns amigos. Como seria muito chato deixar a Mel sozinha, chamamos ela para jantar com a gente depois da twittcam.

Quando chegamos em São Paulo, decidi fazer um convite ao Arthur, antes da twitcam.

“Thur, quer sair comigo amanhã? Eu vou a um Show da Lágrima Flor.” Eu disse.

Ele sorriu, beijou-me e disse “Eu vou para qualquer lugar com você.”

POV- Arthur

“ Então, em São Paulo faremos a twitcam né?” Pergunto

“Sim, se você quiser a gente pode fazer do meu quarto mesmo.” Responde-me ela.

“Ok, então eu já vou. Tchau.” Falo.

“tchau” ela responde, e me dá um beijo.

Cada dia que passava ficava mais difícil segurar meu desejo. Os beijos eram cada vez mais quentes e demorados,enlouquecendo-me ao extremo.

No quarto de hotel, antes de fazermos nossa twitcam, ela convidou-me para ir ao show da ex-banda dela. Claro que aceitei. Minutos depois começamos nossa twitcam.

Fazer uma twitcam com a Lua significava, sem dúvida, duas coisas: diversão e muita risada. Brincamos e implicamos um com o outro durante o pequeno vídeo, cantamos, mas os momentos que eu não consigo tirar da minha cabeça são:

Quando a Lua comentou que havia gostado da cena dela com o Bernardo, fiquei pensando muito sobre isso.

O fato de ela ter viajado para o nordeste. Após esse tempo todo sem me contar para onde ela viajara nas férias, descubro junto com nossos fãs, e, ao mesmo tempo, descubro que ela tem um PROTEGIDO no local! Será que ela ficara com alguém lá?

Reparei que ela não gostou da ideia de outras pessoas sentirem meu perfume, o que agradou-me muito.

POV- Lua

A twitcam foi muito divertida, quando perguntaram qual era o perfume que o Arthur usava quase me joguei para impedi-lo de responder, não gostaria que qualquer outra pessoa sentisse o cheiro dele, mesmo que ele não fosse meu namorado

Ri muito com o fato dele ter reclamado que eu não estava oferecendo comida a ele. Mas, o que não saia da minha cabeça era a gente cantando juntos. Quando cantávamos eu sentia que me declarava para ele, que o mundo havia acabado. Depois de desligarmos a webcam ficamos nos olhando, em silêncio por um tempo. Até que eu beijei-o, ou ele beijara-me, não sei.

Alguns minutos depois, alguém bateu na porta do meu quarto. Era a Mel. Estava na hora de irmos jantar. No táxi, a caminho do restaurante. Arthur sentou-se na frente, enquanto eu e Mel fomos no bando de trás. Fiquei pensando em um grande detalhe que não me ocorrera quando convidei-o para sair. Como eu apresentaria-o aos meus amigos? Ele não era meu namorado, mas eu não queria dizer que ele era meu amigo ou colega de trabalho. Para me deixar ainda mais louca, quando voltamos para o hotel eu e ele....

Capítulo 12

POV- Arthur

Após sairmos para jantar com a Mel, voltamos para o hotel. Minha amiga morena foi para o quarto dela,
que ficava no andar abaixo do da Lua, ou seja, depois de descer do elevador, Mel deixou-me a sós com a menina por quem eu era apaixonado.

Quando chegamos ao andar da Lua, eu sai junto com ela do elevador.

“Arthur, você é no andar de cima.” Falou minha princesa, dando-me um beijo na boca.

“Eu sei, mas quero acompanhar você para o seu quarto.” Falei.

Ela sorriu, e fomos de mãos dadas até o local. Chegando lá, ela me deu um beijo de boa noite, apartou-se de mim, e colocou-se para fechar a porta. Eu; porém, coloquei meu pé entre a porta e a parede, impedindo que essa se fechasse. Puxei a Lua para perto de mim, beijando-a com grande anseio e paixão.

Ela retribuiu o beijo, puxando-me para dentro do quarto, evitando que qualquer pessoa nos visse.
Fomos nos beijando, ela andando de costas, e eu empurrando-a para lugar algum. Fomos andando nesse jeito estranho, sem permitir que nossos lábios se desgrudassem até que a Lua estava deitado sobre a cama dela, e eu sobre ela.

Eu estava pensando em ir embora, não queria que ela se sentisse obrigada a fazer nada, mas quando ela retirou a minha camisa senti que aquilo era uma permissão para seguir adiante.

POV- Lua

Quando saímos do restaurante, eu planejava apenas ir para meu quarto e ter uma boa noite de sono.
Porém, quando Arthur acompanhara-me até meu quarto e beijara-me, não resisti, puxei-o para dentro do meu dormitório e beijei-o mais intensamente.

Eu adorava ficar perto dele, mas beijá-lo era simplesmente indescritível. As mãos firmes e ágeis dele me deixaram deitar em minha cama com extrema leveza. Eu sentia o perfume que ele usava enquanto beijava-o, e torcia para que aquele momento nunca acabasse.

Quando tirei a camiseta dele, eu sabia o que ia acontecer depois, mas era justamente isso que eu queria. Nós éramos adultos, amigos, e eu estava apaixonada, não precisava esperar por um pedido formal de namoro para que aquilo ocorresse.

Continua...

2 comentários: