14/06/2012

"Lock and Key"


Capítulo 33 e 34


POV- Arthur

“Eu estou começando a gostar de você. O que eu quero saber é, com sinceridade, sem pensar em ninguém mais, o que você sente por mim?” Falei.

Lua ficou olhando-me com seus olhos arregalados. Ela não falou nada, em vez disso fez algo que surpreendeu-me.

Ela pegou, passou a mãe esquerda levemente pelo meu rosto e me beijou, uma beijo rápido mais intenso, em seguida falou:

“Arthur, não acabe com a Pérola por mim, eu e você juntos seria o maior erro possível. Nós somos amigos, temos química, mas sabemos que misturar trabalho com vida pessoal seria a cosia mais errada possível.”

“Ok, mas você não respondeu minha pergunta.” Respondi, tentando não mostrar a ela minha tristeza.

“Qual era ela mesmo?” Lua falou, imagino que fingindo ter esquecido.

“O que você sente por mim?” Perguntei, novamente.

“Eu-eu, Arthur, eu gosto de você como amigo, mas não podemos ter nada além disso.” Ela falou.

“Ok, mas o que você sente por mim? Já sei que não podemos ser nada além disso, mas preciso saber a verdade, apenas assim posso saber se o que senti um daí foi correspondido.” Falei.

“Thur, se eu beijei você é porque gosto de você, mas não devia gostar.” Ela respondeu e em seguida deixou-me sozinho lá. Depois daquela noite, estranhamente, eu e o Arthur ficamos mais amigos. O nadador voltou a namorar Pérola, e eu dediquei-me ao trabalho.

Em dezembro entramos de férias. Repentinamente decidi tomar uma difícil decisão: viajaria sozinha, esqueceria o Arthur de vez, custasse o que fosse. Logo no meu primeiro dia no nordeste,  algo ocorreu, e apenas naquele dia foi que u conclui que a única forma de esquecer o Thur de verdade era...

POV- Arthur

Antes de entrarmos de férias o clima entre eu e a Lua mudou, ficamos mais amigos, porém mais implicantes um com o outro. Pérola voltou a namorar comigo. Dia 8/12/2010 comentei no twitter que estava com saudades dos meus amigos do Rec9, mas, na realidade, eu estava dando uma indireta para Lua. No dia 28 começaram as gravações, mas como Lua encontrava-se viajando não gravei com ela. Na virada do ano, mandei um SMS para Sophia e combinamos de ir à uma festa de ano novo, já que nossos namorados estavam fora da cidade.

Quando essa voltou de férias, notei algo diferente. Eu simplesmente precisava saber onde ela passara férias e o que ocorrera nesse meio tempo.

Capítulo 34

POV- Lua

A ideia da viagem surgiu quando eu e Anna concluímos que precisávamos relaxar. Marcamos um hotel, de frente para o mar, e nos preparamos para viagem.

Logo no primeiro dia, o hotel estava dando uma festa estilo havaiano, eu e Anna, obviamente, comparecemos ao evento. Não tardou para minha irmã fazer amizade, quando essa saiu para dançar um cara muuuito lindo aproximou-se de mim. Inicialmente ele puxou assunto, perguntou da onde eu era, o que eu vazia e blá-blá-blá. Conversa vai conversa vem, nós ficamos.

Ele me convidou para ir no quarto dele. Pensei, e logo achei uma desculpa para não ir. Quando Anna, que ouvira o convite, questionou o motivo para eu dar um pé na bunda do cara, finalmente contei à ela a verdade.

“Não quero nada com ninguém... No momento só quero esquecer uma pessoa.” Eu disse.

“E essa pessoa seria o Arthur?” Ela perguntou sorrindo.

“Uhum...” Eu disse, mesmo que odiasse a verdade.

“Luinha, você tem duas opções, a primeira é ficar sonhando com ele e a outra é agir.” Anna falou, como se escolher uma dessas opções fosse fácil.

“Você não entende, ele tem namorada, nós trabalhamos juntos, é muita confusão!” Falei, no elevador subindo para nossos quartos.

“Lua! Você é linda, inteligente e se desejar pode ter quem quiser! Conquiste-o, você não pode ter medo de que algo dê errado sem antes tentar.”

Ao retornar para o Rio, não pude ignorar por completo os conselhos da minha irmã. Mesmo que eu quisesse ficar com o Arthur, eu não seria fura-olho da Pérola. Porém, mesmo sem me esforçar muito, mudei algumas atitudes.

Tentei se menos ríspida com o morenos, mesmo que as vezes implicava com ele e fazia piadas. Não revelei à ele o local para onde eu viajara, pois desejava deixá-lo curioso. Como havíamos começado as gravações, passávamos cada vez mais tempo juntos, além disso, mesmo com o fim das aulas, ainda praticávamos cenas de beijo e música juntos.

Não era pouco comum eu ir para casa do Arthur ensaiar ou ele para minha. Houve um dia que eu...

Continua...
Escrita por : Amanda

5 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH TORTURA! Poosta Mais!

    ResponderExcluir
  2. vi o Arthur brigando feio com a Perola, e eles terminaram ou Viu e ouviu o Arthur e a perola se beijando.

    ResponderExcluir