17/06/2012

"My first love"


Capitulo 61 e 62


POV Arthur

            Sem duvida nenhuma aquele tinha sido o melhor dia da minha vida. Poder está com minha pequena o dia inteiro juntinho, sem ter que esconder de ninguém, era muito bom.
            Lua entrou já estava escurecendo, foi tomar banho. Eu continuei lá fora com Pedro e Mica, já que os outros tinham ido embora e a Mel tinha subido com a Lua. Conversamos sobre diversos assuntos, inclusive sobre as meninas engraçado como tudo estava dando certo, nós quatro amigos, e elas quatro amigas.
            - Tenho medo cara! – Mica falou tenso.
            - De que exatamente? – Peu perguntou.
            - Não sei! É estranho ficar com a Soph agora, sei que daqui duas semanas to voltando pro Rio, tenho minha vida lá e não sei como vai ser – Micael tentava se explicar.
            - Você tem namorada lá e não falou nada pra ninguém? – perguntei confuso.
            - Não cara, não é namorada, mas tenho uma garota lá sim, vai me dizer que você não fica com ninguém aqui? – Mica respondeu já me questionando.
            - Bom, eu à algum tempo não tenho ficado com ninguém – respondi vendo que Peu me encarava – Pra ser sincero desde que descobri que a Lua tava namorando não me sinto bem em está com outra pessoa, tentei mais não deu certo.
            - Bem que eu notei que o garanhão tava sossegado demais – Pedro falava irônico – E acho bom você ir com calma, pois se pensar em magoar minha irmã eu... – o interrompi
            - Você me mata, já sei. Fica tranqüilo que eu não serei capaz de fazer isso com ela. Ela é tão especial pra mim quanto pra você – respondi a vendo surgir perto da piscina e sentar no meu colo.
             - Epa! Respeita pelo menos quando eu estiver por perto. Lua senta numa cadeira toma aqui – falou Peu nervoso pegando uma cadeira e colocando do lado da minha.
            - Não obrigada! Aqui ta melhor – falou sem da a mínima deitando a cabeça no meu ombro. Eu a abracei pela cintura pela cintura e dei um beijo na testa dela sorrindo.
            - Lua Blanco eu não estou brincando, saia do colo do Arthur agora – Ele já estava alterado.
            - Vai pequena,não provoca, fica aqui pertinho de mim vai – falei ainda sorrindo, encostando a cadeira pra mais perto ainda.
            - Ainda bem que ele pelo menos tem juízo – falava Pedro pra Lua revoltado ainda, e a cara dela também não estava nada boa.
            - Não sou mais essa criança que você pensa Pedro, eu sei me virar – Lua respondeu sem medo.
            - Sabe tanto que ontem quase se ferra né – Pedro jogou na cara dela o episodio de Matheus o que foi a conta pra ela se levantar e sair.
            - Eu te odeio Pedro – falou e saiu correndo pra dentro de casa.
* * *

Capitulo 62

            - Pegou pesado! – falou Mica se levantando e despedindo – Vou nessa, depois a gente se fala.
            - Valeu! – respondi com o Pedro incrédulo com o que a Lua tinha falado pra ele.
            Peu ficou sentado mudo ainda encarando o chão, eu sabia que ele queria conversar alguma coisa, era sempre assim. Mas não queria puxar assunto e acabar discutindo com ele.
            - Você também acha que eu peguei pesado com ela? – ele perguntava engasgado.
            - Acho que existem outras formas de você pedir pra ela ter cuidado. Eu mesmo já chamei atenção dela. Não vai ser jogando na cara os erros dela que ela vai aprender – respondi continuando – Alem do mais não é recriminando as atitudes dela que você vai conseguir que ela haja como você quer.
            - É porque mesmo sabendo que ela está com você fico inseguro que ela se precipite com as coisas e se arrependa depois – ele falava tentando se justificar.
            - Tenta conversar com ela sem impor suas regras, ela é tão cabeça dura quanto você. Tenta mostrar que ela pode confiar e não ter medo de você. Ela é muito mais madura do que imagina – tentei conversar.
            - Vocês já... vocês já transaram? – me perguntou calmo, mas com os olhos arregalados esperando a resposta, não me agüentei e comecei a sorri.
            - Claro que não maluco! Eu tenho juízo por mim e por ela. Sei o quanto isso é especial pra garotas e não quero agir por impulso, ela é muito novinha – falei francamente com ele, afinal não adiantava tentar enganar meu amigo – Não que eu não tenha vontade, mas não vou colocar tudo a perder me precipitando.
            - Acho bom mesmo, porque se eu sonhar eu te mato! – ele já falava com banca de machão.
            - Mata nada! Só hoje você já tentou me ameaçar umas 500 vezes, e para de querer me dar ordem que eu sei bem o que faço – falei sorrindo e me levantando – Vou dar um beijinho na Lua, e chamar a Mel, hora de ir pra casa.
            - Sim, e a festa da semana que vem? – Pedro perguntou
            - Semana que vem? Que festa? – não sabia do que ele tava falando.
            - Seu aniversário burro! – Peu falou me dando um tapa no pescoço.
            - Ah! Quero festa não, a gente reúne só a gente mesmo lá em casa toma uma, pede uma pizza e ta bom – respondi isso afinal nunca gostei de comemorar aniversário.
            - Fala sério cara! Festa, galera, gatinhas... Pensa bem – Peu falava animado.
            - Festa nem rola, galera só gera bagunça, e gatinha pra mim agora só mesmo sua irmã – bati no ombro dele e o vi mudar de humor – Ah! E sou obrigado a concordar com a Lua, ta na hora de você assumir logo a Gabi ou então deixar a garota viver a vida dela né?!
* * *
Continua..
Escrita por : Nana F

7 comentários: