25/06/2012

"My first love"


Capitulo 81 e 82


            Cheguei em casa almocei e fui tomar um banho. Coloquei um shortinho jeans e uma blusa despojada preta que deixava um dos meus ombros exposto. Quando sair do quarto pra ir a cozinha e dei de cara com Peu todo arrumado e lindo, não é porque era meu irmão não mas ele é muito gato, a Gabi passa bem.
            - Vai ficar em casa – ele perguntou.
            - Vou sim, talvez mais tarde marque alguma coisa com as meninas e com o Thur.
            - Ok! Estou indo pra casa da Gabi, qualquer coisa me liga, Sonia já deve está saindo também.
            - Casa de Gabi? Não tem aula hoje? – perguntei dando uma de desentendida.
            - Não, e nada de chamar o Arthur pra ficarem aqui sozinhos viu?!
            - Sim senhor! – falei batendo continência como um soldado – Ele nem me falou nada de estar livre hoje a tarde, deve ter ido fazer alguma coisa pra mãe dele.
            - Tchau, qualquer coisa me ligue!
            - Ok!
            Corri, peguei meu celular e liguei pro Arthur, ele não atendeu, fala sério, eu queria mata-lo.

“Estou te esperando, tomara que não tenha me esquecido.”

            Após mandar uma mensagem pra ele, aproveitei pra mandar uma pra Gabi.

“Amiga, não estou fazendo nada de errado, mas quando meu
Irmão sair dai me avisa. Beijinhos e aproveita sua tarde.
Ah! Não quero sobrinho agora não viu!?! Kkk”

            Recebi as duas respostas juntas:

“Amiga, não vou te dar sobrinhos tão cedo, credo! Kkk
E pode deixar que te aviso sim. Beijos e divirta-se.”

“Só não atendi porque estava no banho, to chegando,
IMPOSSÍVEL TE ESQUECER!”

            Senti um frio na barriga, estava nervosa. Não demorou muito e ele chegou, abri a porta e ele já chegou me beijando. Meu Deus o que é isso, ele estava louco.
            - Calma! Boa tarde pra você também – falei descolando o beijo pra poder respirar, fechar a porta e entrar.
            - Briga comigo não, é saudade demais! – falava manhoso e veio entrando em casa me abraçando por trás e beijando meu pescoço.
            - Príncipe o que é isso? Essa saudade toda... – eu dava risadas, nunca tinha visto ele assim.
            - Quatro dias sem te ver da nisso. Sem contar que o final de semana com seu irmão sem a Gabi foi péssimo. Próxima vez que a Gabi falar em viajar eu mando seu irmão junto – falava sorrindo, devido a chatice que foi aturar Peu no ultimo final de semana sem Gabi, pois ela tinha viajado com os pais.
            - Verdade, mas hoje a gente tema tarde toda sozinhos – falei sorrindo com cara de sapeca.
            - Sozinho, sem ninguém mesmo, nem Sônia? – ele não acreditava.
            - Nem Sônia, só eu e você! – falei começando a beija-lo.
            Os beijos foram esquentando, foram ficando intensos, era difícil controlar aquela sensação, comecei a puxar sua nuca pra mim como se pudesse aprofundar ainda mais o beijo, era muito bom aquilo tudo.
            - Vamos subir? – falei ao separar o beijo pra poder respirar.
            - Acho melhor não, alguém pode chegar e fica difícil pra arrumar uma desculpa a gente estando lá em cima – ele falou se afastando um pouco.
            - Ok! Então eu vou assistir a um filme – falei revoltada, se não quer pra que começa, pra que provoca?
            Fui andando em direção a sala de filmes daqui de casa, peguei o primeiro filme da estante e coloquei. Sentei e não demorou muito ele chegou com refrigerante e pipoca.
            - Ei! Assaltando minha cozinha? – falei sorrindo.
            - Já me sinto da família – como não amar esse garoto?
            Ele se sentou ao meu lado e me puxou pra mais perto.
            - Espera! – sai correndo, fui até a sala e não demorei, fui pegar o celular, vai que Gabi avisa. Ao entrar na sala novamente como celular na mão ele pergunta:
            - Esperando alguma ligação?
            - Não, mas Gabi ficou de me avisar quando Peu tivesse vindo pra casa – falei sem dar muita importância.
            - Isso é bom! – ele me puxou e eu caio no colo dele.
            Começamos a nos beijar loucamente de novo. Ele estava mesmo disposto a me tirar do sério hoje. Mas dessa vez eu parei o beijo.
            - Que foi, estava ruim? – ele me perguntou confuso.
            - Não! Mas é que se for pra parar na melhor parte eu prefiro nem começar.
            - Melhor parte é? Quem te disse? – ele perguntava com uma carinha maliciosa e aquele sorriso torto que eu tanto amava.
            - Eu sinto, quando tá ficando bom você sempre para – falei fazendo birra e tentando levantar, o que ele logo impediu.
            - Vem cá vem! Hoje eu só paro quando você quiser.
* * *

Capitulo 82

            Eu não acreditava no que eu ouvia.
            - Jura?
            Ele me puxou e começou a me beijar com calma, era até estranho. Sua língua explorava minha boca, ele foi me deitando no sofá, e ficou com o corpo metade em cima do meu, metade do meu lado. As mãos dele passeavam na minha coxa e a outra no meu pescoço.
            O beijo foi ficando intenso e a falta de ar era inevitável. Ele beijava meu pescoço meu colo e sua mão subia da coxa pra minha cintura. Eu que já estava louca puxava a blusa dele, tentando tirá-la, ao perceber meu desespero ele mesmo o fez. Era minha vez de explorar aquele corpinho, beijei o pescoço dando leves mordidinhas por onde passava.
            - Você me deixa louco – sussurrava no meu ouvido.
            - Gosto de você louco – falei encarando e mordendo meu lábio inferior.
            Ele avançou em minha boca e puxava minha blusa pra cima, separamos o beijo apenas pra nos livrar dela e voltamos novamente anos beijar. Sim eu estava de sutiã na sala de filmes da minha casa com o Arthur! Ele passou a mão devagar deslizando os dedos próximos aos meus seios, me fazendo soltar um leve gemido.
            - Gosta disso? – ele me perguntou.
            - Gosto... – saiu como um sussurro, não conseguia falar nada.
            Ele continuou descendo a mão por minha barriga, e eu fui me controlando para não agarra-lo de vez, a sensação era muito boa, ele ia até o cós do meu short e voltava. Eu descia minhas mãos pelas costas dele arranhando de leve com minhas unhas e o sentir suspirar. Fui até a calça dele coloquei minhas mãos nos bolsos de trás, apertando meu bumbum preferido, ele sorria.
            - O que foi? Fiz alguma coisa errada?
            - Não, é porque você sempre acaba com a mão ai – ele inda sorria.
            - Mas hoje ainda não acabou – respondi tentando colar meu corpo ainda mais no dele como se isso fosse possível.
            Era notória a excitação dele, mas eu ainda tinha receio em aproximar daquela área, tinha vergonha. Ele prensava seu corpo no meu me fazendo perceber como ele estava. Arthur desceu sua mão desabotoando meu short e eu não sei por qual motivo eu travei. Podem me xingar, mas eu fui idiota sim. Não falei nada, mas ele percebeu.
* * *
Continua..
  

13 comentários:

  1. Posta hoje se não não durmo
    Você faz a mesma coisa que o Arthur na melhor parte para Hahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  2. hahahahahaha ' ela é muito nova pra isso, ainda

    ResponderExcluir
  3. Gente vamos pedir mais que assim ela posta ainda hoje (acho )

    ResponderExcluir
  4. Posta mais,senão eu tbm não durmo,to muito anciosa,posta posta posta

    ResponderExcluir
  5. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  6. cara sua web, é demais!!!!!
    viu, eu não to entendendo, direito, quantos anos, a Gabi tem ? e o Matheus?

    Posta ++++++++++

    ResponderExcluir
  7. ahh pq ela travou,quero mais ++++++++++++

    ResponderExcluir
  8. posta mais por favor!!!!! porque será que ela travou?!

    ResponderExcluir
  9. que nem aquela menina eu não durmo se vocÊ não postar mais um hoje

    ResponderExcluir
  10. kkkkkk Quer dizer que muita gente vai ficar sem dormir aqui?? Respondendo aqui, Matheus e Gabi tem 17 anos, um ano mais novos que os garotos.
    Ela realmente é novinha... Concordo, mas pra historia era necessário isso. E ela travou... Aguardem!
    Beijos, @NanaFLuAr

    ResponderExcluir