15/06/2012

"My first love"


Capitulo 59 e 60


            Todos se acabavam de rir com a cara de desesperado que Peu fazia.
            - Não é bem assim – Thur segurava minha mão – Não foi na festa, foi na madrugada aqui na cozinha – ele sorria com a cara mais linda do mundo.
            - Eu sabia! Sabia que aquela cara da Lua de assustada aqui na cozinha não era normal! – gritou Chay como se descobrisse um tesouro.
            - Ai depois a gente ficou no outro dia da piscina, trocavamos mensagens, ficávamos escondidos na escola, aqui no jardim...
            - Chega! Pra mim já deu! Não preciso mais saber de nada – falava Peu sem acreditar direito – E eu que acreditei que vocês não iam fazer isso comigo.
            - Pra falar a verdade a gente só não ficou mais por conta daquele pacto idiota das férias, mas não vem ao caso mais – Thur falou e eu fiquei sem entender.
            - Que pacto? – perguntei curiosa.
            - Nada não pequena, foi um acordo de adolescente besta que a gente fez que de tratar você como se fosse nossa irmã e eu não tive como não aceitar – ele me explicava me abraçando pelo pescoço.
            - Cuidado agora Arthur Aguiar, um passo errado com a minha irmã e eu te mato! – Peu falava sério.
            - Liga não Pedrão, eu dei o troco por você – falou Chay dando selinho em Mel.
            - E foi quase no mesmo dia – eu falei sorrindo.
            - Sim palhaço, você abre seu olho porque eu posso não ser igual ao Pedro, mas amo minha irmã – Arthur falava pra Chay ficando sério.
            - Mica! Não pense que você vai ficar na boa não – falou Pedro.
            - Se ferrou! – sorria Chay.
            - Essa bonequinha aqui – Peu abraçava a Soph que estava sentada na cadeira ao lado – É minha irmã também, e você sabe o que acontece se ela pensar em chorar por sua causa né?!
            - Sei sim. E não quero me lembrar! – Mica respondia sorrindo.
            - Sim seu Pedro, já que o momento é de cobranças, agora eu que vou falar – levantei e fui até Gabi – Acho que você já enrolou minha amiga demais, ta na hora de assumir uma coisa mais séria não?
            - Valeu Lu por me deixar sem graça – falava Gabi toda vermelha tentando esconder o rosto com as mãos.
            - Relaxa gata! – Falava Pedro pra ela – E Lua vai cuidar de vestir uma roupa decente e deixa minha vida.
            - Eu falei a mesma coisa antes de descer, mas ela é cabeça dura - falou Thur.
            - Ta bom! Vou colocar meu biquíni e aproveitar a piscina – falei chamando as meninas – Quem topa?
* * *

Capitulo 60
           
Narrador Observador

            Lua subiu com as garotas e Pedro continuou.
            - Ah! Seu Arthur, ontem eu aceitei, mas dormir aqui em casa agora só no quarto de hospedes e com um alarme na porta – Pedro resmungou sorrindo.
            - Pode deixar seu Pedro – Arthur falou levantando da mesa também.
            - Ei! A Lua foi trocar de roupa fica aqui em baixo – Peu resmungava.
            - Louco! A Lua foi trocar de roupa no quarto dela, eu vou pro seu quarto colocar minha sunga e aproveitar o sol lá fora – respondeu Arthur – E você deveria fazer o mesmo.
            Foi um domingo tranqüilo, os quatro casais aproveitando o sol, a piscina, brincando e namorando a vontade. Bom, nem tão à vontade assim, Pedro ainda pegava no pé de Arthur e Lua controlando os beijos e Arthur também controlava Chay e Mel, era uma comédia.
            Já durante a tarde Lua entrou em casa com Arthur pra irem à cozinha quando o celular dela toca. Era Matheus. Ela resolve não atender, e Arthur não gosta muito. Por ele, ela atenderia logo e dava um fim nessa situação.
            - Ei! Não fica chateado – ela pedia com uma voz suave abraçando ele – Vou resolver isso, mas não por telefone.
            - Não gosto de pensar nele se aproximando de você – ele falava ainda mais sério franzindo o cenho e ficando ainda mais lindo.
            - Relaxa! Qualquer coisa eu te grito – ela brincava.
            - Sério, não vai conversar com ele sozinha em lugar parado, ele pode tentar de novo e não vai ter ninguém por perto, por favor!? – ele suplicava.
            - Pode deixar, vou tomar cuidado – Lua falava beijando ele e puxando para voltarem pra piscina.
            E o telefone da casa toca. Lua olhava para o identificador de chamadas e viu que era Matheus.
            - Não vou atender – ela falava desistindo.
            - Mas eu vou – Arthur avança no telefone.


Ligação ON
            A: - Alô!
            M - Queria falar com a Lua.
            A: - Quem gostaria de falar com ela?
            M: - Matheus o namorado dela.
            A: - Ah! O ex-namorado você quer dizer?
            M:- Quem ta falando hein? Pedro eu posso te explicar, aquele idiota do Arthur entendeu tudo errado...
            A: - Pode parar... Não é o Pedro não, é o Arthur.
            M:- Só podia ser você seu idiota. Chama a Lua eu preciso falar com ela.
            A: - Ela não precisa falar com você não, ta muito bem, se divertindo, e se eu fosse você ficava bem longe dela.
            M:- Preciso conversar com ela.
            A: - Tenta depois agora ela não quer ser interrompida, está muito ocupada. Tchau!
Ligação OFF

            Não deixou nem o Matheus falar mais nada e desligou, puxou a Lua e deu um beijão nela. Era um beijo intenso, mas não demorou muito, afinal ele de sunga e Lua de biquíni na sala sozinhos poderia acabar em besteira.
            - O que foi isso hein? – Lua perguntou.
            - Falei pro Matheus que você estava bem, se divertindo, muito ocupada e não gosto de mentir – falava com cara de quem aprontava.
            - Você não vale nada – respondia Lua sorrindo.
            - E você ainda não viu nada – Thur respondeu a puxando de volta pra fora da casa – Vamos ou não me responsabilizo pelos meus atos com você vestida assim, e sozinha aqui comigo.
            - E você pensa que pra mim é fácil né? – ela dizia olhando pro peitoral dele, abraçando e parando a mão na bunda dele.
            - Você adora ela né? – Arthur falava com ironia apontando pra própria bunda.
            - Hum rum! – ela balançava a cabeça que sim com cara de menina danada.
            - Acho que vou começar a esconder agora, você me deixa envergonhado com isso – ele falava realmente ficando vermelho.
            - Ta bom eu paro! Agora vamos antes que eu não resista – ela o puxava.
            Voltando pra área da piscina, continuavam as brincadeiras e os namoros.
* * *
Continua...
Escrita por : Nana F

9 comentários: