25/06/2012

"My first love"


Capitulo 83 e 84


            - Quer que eu pare? – Arthur me perguntou num tom de voz normal.
            - Eu... Eu estou... Com medo! – falei baixinho, gaguejando e completamente envergonhada.
            - Não precisa ter medo, mas eu te entendo – ele falou me dando um selinho, deitando sua cabeça em meu ombro e me abraçando – Não quero te forçar a nada.
            Sentia a respiração dele cansada no meu pescoço quando ele de repente se levanta saindo de cima de mim. Me da um selinho demorado e fala:
            - É por isso que eu confio em você!
            - Como assim? – perguntei confusa.
            - Sabia que não iria me deixar passar dos limites – ele explicava vestindo sua blusa e jogando a minha para que eu pudesse fazer o mesmo – Só que não sou de ferro, veste vai.
            Enquanto eu me vestia o celular tocou. Mensagem.

“Espero não ter atrapalhado nada, estou indo
Pra sua casa com seu irmão.”

            - O que foi?
            - Ainda bem que não tentamos começar nada. Peu está chegando – eu explicava a mensagem pro Arthur.
            - Então vem cá. Deita aqui do meu lado, come uma pipoca e relaxa – ele falava agindo na maior naturalidade.
            - Ele não sabe que você tá aqui – falei meio receosa ao lembrar que Peu falou pra eu não chamar Thur pra ficar aqui comigo sozinha.
            - Eu não sou nenhum bicho papão, já passou da hora dele se acostumar com isso – ele falava tentando me acalmar.
            - Eu te adoro sabia? – falei dando um selinho nele.
            - Eu também te adoro minha pequena! – falou acariciando meu cabelo e me abraçando apertado.
            - Adoro quando você me chama assim – falei toda boba.
            - De que? De pequena? – ele demonstrava um sorriso confuso.
            - De SUA, sua pequena – dei mais um selinho.
            -Ah! Mas se é minha mesmo – começamos um beijão, mas logo cortamos, pois o super cão de guarda chegou.
            - Lua Blanco a senhorita pode me explicar o que está acontecendo aqui? – falava Peu furioso cruzando os braços frente ao corpo.
            - Calma Peu não tá acon... – Arthur tentou falar em vão.
            - Cala a boca Arthur, o papo é com a Lua primeiro – Peu estava muito furioso.
            - Ei! Não fala assim com ele não – defendi o Thur – E o que estava acontecendo aqui era um simples beijo de um casal de namorados que resolveu passar a tarde assistindo um filme em casa.
            Peu ainda olhava Arthur furioso, e meu Thur esse não falava nada, mas podia-se perceber na sua expressão que ele não estava bem com aquela situação.
            - Lua, da licença que eu quero conversar com o Arthur – Peu falava com a voz ainda um pouco tensa, e sério.
            - Pode falar na minha frente – retruquei.
            - Lua é sério!
            Arthur segurou minha mão olhando pra mim e me pediu pra ir. Dei um selinho nele e sai da sala encarando Peu com ódio.
            Gabi estava na sala e me perguntou se Peu tinha visto alguma coisa.
            - Não, a única coisa que ele viu foi um beijo – falei furiosa e cheia de ódio, era capaz de matar um.
            - Às vezes tenho medo de me relacionar com seu irmão, ele é cheio de paranoia, ciumento demais – Gabi falava tentando puxar papo.
            - Se você que é a única que ainda consegue conter esse lado ciumento dele pensa assim, imagina o que eu sofro desde criança – questionei e vi Gabi se levantar.
            - Fica aqui, vou resolver isso – falou andando saindo pra sala.
* * *

Capitulo 84

POV Arthur
           
            - Pode falar Pedro, estou aqui – falei puto da vida com aquela situação, odeio desconfiança. Tudo bem que eu e a Lua quase excedemos hoje, mas não seria capaz de fazer mal nenhum a ela e ele sabe disso.
            - Arthur, sei que posso parecer patético, louco até, mas eu não gostei nada de te ver aqui sozinho com a Lua – ele falou cheio de marra, se achando.
            - Pois eu gostei muito de ficar aqui sozinho com ela, e antes que você pergunte, não rolou nada, não transei com ela, nos beijamos sim, preciso desse tempo com minha namorada sem vigias por perto, sem ninguém pra atrapalhar e acredito que você me entenda – cuspi tudo de uma vez e esperei ele vir pra cima de mim, aquilo estava engasgado na minha garganta.
            - Ainda bem que você me entende, eu só fico preo... – o interrompi.
            - Não Pedro, eu não te entendo, apenas sei que era isso que você queria saber – eu tinha que falar ou iria ficar remoendo essa história – E eu já te falei uma vez e vou repeti, aprenda a confiar nos outros e controlar esse seu ciúme idiota, isso já está virando doença. Você bem sabe que se eu e a Lua quiséssemos já tinha rolado e você nem saberia de nada, nem mesmo que a gente estava juntos. Você bem sabe que isso pode rolar em qualquer dia, a qualquer hora, em qualquer lugar. Você não é mais criança.
            Pedro abaixou a cabeça e quando ia levantar novamente pra falar Gabi entrou na sala.
            - Peu, eu acho que já basta de confusão por hoje não é?
            - Gabi não se mete!
            - Me meto sim Pedro, acho que você já está passando dos limites. Seu ciúme está fazendo você virar uma pessoa chata, insegura. Olha isso, brigou com sua irmã que você diz tanto ama-la e agora brigou com um dos seus melhores amigos. A próxima vai ser quem? Eu? – Gabi falava dando uma lição de moral em Pedro.
            - Desculpa cara, eu realmente perdi a cabeça quando vi vocês dois aqui – Peu falava como se todo problema fosse acabar com um simples pedido de desculpa, era sempre assim.
            - Não cara! Estou no meu limite, peça desculpas a sua irmã, de preferencia quando você esfriar sua cabeça, quem sabe se você implorar muito ela não aceita. Porque eu cansei! – sai daquele lugar batendo a porta e querendo matar um.
            Passei pela sala sem sequer prestar atenção na Lua, estava nervoso demais. Quando já ia abrindo aporta pra sair ela me chamou.
            - Arthur! – me partia o coração vê-la daquela forma, começando a chorar daquele jeito assustada.
            - Desculpa Lu, mas eu preciso ir.
            - Thur espera – ela pedia se aproximando.
            - Pequena eu estou chateado, nervoso demais agora e não quero acabar descontando isso em você, depois a gente se fala tá!? – falei dando um selinho demorado nela apenas e sai.
            Sei que não era culpa dela, mas era difícil demais eu ter que escutar sermão de Pedro toda hora que estivéssemos juntos. A falta de privacidade me incomodava muito. Fazia me sentir como se tivesse cometendo algum crime. Tá certo que por ser maior de idade e ela ter apenas 14 anos isso poderia parecer pedofilia, mas não era maluco de fazer nada que fosse me arrepender depois.
            Não queria que a Lua brigasse com o irmão dela por minha causa, mas cansei de servir de escudo pras burradas dele e conselheiro de como ele deveria agir depois dessas cenas de ciúme.
* * *
Continua...

27 comentários:

  1. Nana você ser muito malvada! Eu acompanho a história desde o começo, minha amiga tinha me recomendado, já que eu tinha comentado que estava sem vontade de ler as webs. Amei logo de cara! Poste! Eu não vou me alimentar, nem dormir se você não postar... Se eu morrer a culpa é sua u.u ²

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca!!! No capitulo anterior vcs só iam ficar sem dormir, agora já tem até greve de fome?! Faz isso não! A web é longa e eu acho q vale a pena esperar até o ultimo capitulo! kkkkkk

      Excluir
  2. Pelo amor de Deus me diz que você vai postar mais hooje ! Vou morrer de ansiedade ! Por favooooor .. posta ! Maaaais

    ResponderExcluir
  3. posta mais ainda hoje por favor!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Já foram os 4 capítulos de hj né?! Vamos com calma! @NanaFLuAr

    ResponderExcluir
  5. Vamos todos pra greve de fome que ela posta kkk

    ResponderExcluir
  6. posta mais que deixa todo mundo nessa agonia
    mais++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  7. Nana, tem como postar amanhã de manhã pq anoite eu quase não entro então eu fico nessa agonia :P Obrigada

    ResponderExcluir
  8. Posta o 5 capitulo ué só pra gente dormir feliz afinal eles não estão com todo esse gás na novela pelo menos na web. Agora é ferias nana vai postar quantos por dia ?

    ResponderExcluir
  9. Como já falei em comentários de capítulos anteriores n sou eu que posto e sim Celly. Então não posso saber o horário certo, depende dela! Vou ver a possibilidade de colocar um ou outro capitulo extra algum dia das férias, mas n vou garantir nada! @NanaFLuAr

    ResponderExcluir
  10. Acho que você podia fazer tipo uma grade de horários tipo vai postar as
    9 da manha depois 3 da tarde depois 7 horas e depois as 11 horas
    Fale com a Celly por que essas ferias (pra mim pelo menos) vão ser bem sem graça sem essa (principalmente)web

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma sugestão, mas infelizmente quem controla os horários é a Celly. O importante é que tenha capitulos todos os dias!

      Excluir
  11. Posta logo, que eu estou super ansiosa pra saber o resto!

    ResponderExcluir
  12. Hey adoro a sua web , vc escreve super bem ... Esperando por mais...

    ResponderExcluir
  13. olha vc esta de parabens,cada dia eu amo mais sua web!!!ah Nana F vc sabe quando vai ter a segunda temporada da web "O Verao",amava essa web tambem e a autora disse q teria a 2°temporada mas ate hoje nao saio,se vc souber me avisa por favor taa obrigada,e parabens amo mesmo essa web beeeeejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei te informar sobre a 2 temporada dessa web. Eu tb li, mas não conheço a autora. Que bom que está gostando. Beijos @NanaFLuAr

      Excluir
  14. Melhor web q ei já li .
    Só fico imaginando como seria se meu irmão fosse igual ao Pedro,oxii eu fugia de casa, huahuas,serio o Pedro é muito exagerado
    Posta mais,para nossa felicidade

    ResponderExcluir
  15. pff posta mais um di peresente di aniversario pra miiiim

    ResponderExcluir