30/07/2012

"A Bela e a Fera"


Capítulo 4 e 5


POV- Arthur

Não importava o que eu fizesse a danada não desistia do trabalho. Para piorar, eu me peguei um dia ansioso pela chegada dela. Estava começando a fazer questão de estar sempre arrumado (ou não tão feio), de olho na janela e com um humor um tanto melhor, mas jamais deixava ela perceber isso.

Eu ficava irritando-a, fazia de tudo para que brigássemos, já que era em meio às brigas que eu mais me divertia.

Houve um dia que nada que eu falava tirava o bom humor dela. Eu já estava ficando sem ideia, quando ela pegou o celular para mandar uma mensagem e eu falei:

“Conversando com o namorado?”

“Não... Com minha amiga, nós vamos a uma festa.” Ela disse.

“Ah, a estranha tem vida social. Quem diria?!” Eu disse, rindo maliciosamente. Ela apenas revirou os olhos. 

“Que festa é?”

“Uma house party do Pedro.” Ela disse.

O Pedro fora um grande amigo meu, na verdade, um grande puxa saco, que dava festas maravilhosas sempre que os pais dele viajavam, nessas festas havia muita bebida, droga e sexo.

“Uma menina como você não costuma ser chamada para essas festas. Quem convidou-a?” Eu perguntei, curioso.

“Não lhe interessa.” Ela disse. “Vamos mudar de assunto?”

“Não.” Eu disse. “Você não vai com ninguém, está na cara, você vai entrar de penetra não é?” Perguntei.

POV- Lua

“Uma menina como você não costuma ser chamada para essas festas. Quem convidou-a?” Arthur me perguntou.

“Não lhe interessa.” Respondi. “Vamos mudar de assunto?”

“Não. Você não vai com ninguém, está na cara, você vai entrar de penetra não é?” Ele perguntou ofendendo-me.

“Arthur, não que lhe interesse, mas eu vou com o Rodrigo, o Rodrigo Dorado. Tenho certeza que você se lembra dele.” Eu disse.

Ele olhou-me e soltou uma tremenda gargalhada.

“Ta na cara que ele só quer transar com você.” Ele disse.

Fiquei vermelha na hora.

“Lua, você não é virgem né?!” Ele perguntou, ainda rindo.

“Não.” Respondi, sem graça.... Mentindo.

“Ah então nós podemos falar de sexo na boa, que você sabe me responder tudo né?” Ele perguntou, mexendo-se penosamente na cama de estilo hospitalar.

“Eu saberia, mas não significaria que eu desejaria responder.” Eu respondi.

“Ok, vamos fazer um acordo. Se você realmente souber me responder tudo, eu darei algo a você, mas se você errar terá que fazer algo em troca para mim.”

Capítulo 5

POV- Arthur

Quando a Lua disse que iria à festa com o Rodrigo meu sangue ferveu.  O cara era um canalha, excelente pessoa para ter status, mas um canalha. Ele só saia com as meninas que desejava usar numa noite e esquecer no outro.

Eu não queria que o canalha usasse a menina. Ela era chata, mas entendia o que ele via nela: um corpão, uma virgem, uma diversão e motivo para humilhar no dia seguinte. Decidi que não permitiria que ela fosse à festa com ele.

“Lua, você não é virgem né?!” Perguntei, ainda rindo.

“Não.” Respondeu, sem graça.... Mentindo, imagino eu.

“Ah então nós podemos falar de sexo na boa, que você sabe me responder tudo né?” Propus.

“Eu saberia, mas não significaria que eu desejaria responder.” Ela respondeu, sabiamente.

“Ok, vamos fazer um acordo. Se você realmente souber me responder tudo, eu darei algo a você, mas se você errar terá que fazer algo em troca para mim.” Propus.

“Arthur, porque eu aceitaria?”. Ela perguntou.

“Por que você não vai querer dar o braço a torcer na sua mentira.” Respondi. “E lembre-se, você ainda ganha o direito de ganhar o que desejar de mim. Ah, e não esquece que minha mãe mandou você me entreter.”  Falei, malignamente.

“Ok, o que eu preciso responder?” Ela perguntou, após um tempo de silêncio.

“Quanto tempo dura uma ejaculação?” Perguntei, sorrindo.

“Ah, de cinco a quinze minutos.” Ela respondeu, depois de muito pensar.

Essa pergunta foi relativamente fácil. Fui perguntando várias coisas, que ela dava respostas evasivas. Até que perguntei:

“Qual a consistência do gozo?”

Ela não respondeu. Depois de muito pensar falou: “Ah Arthur, não sei dizer exatamente como é.”

“Lua, ta na cara que você é virgem. Na boa, não vai à festa. O Rodrigo só quer saber de dormir com você. 
E eu não quero ter que ouvir você chorando por ele nos próximos dias.” Falei.

“Arthur, não lhe interessa se eu sou virgem ou não ok?! E eu vou na festa. Me pedir para não ir está fora de cogitação. Então escolhe outra coisa para eu fazer, já que perdi nossa aposta. Ah e outra, eu não ficaria chorando aqui por nada nesse mundo.” Ela falou furiosa.

Sem querer, falei alto:

“Então me beija, e amanhã me diga qual o melhor beijo, o meu ou o do Rodrigo.”

Continua...

27 comentários:

  1. Posta mais!!!!❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. maisssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. por favor manda so mais uma!!!!!!!!!!!!!!!! so um capitulo!!!!!!!!!!!!!! eu necessito de pelo menos mais um capitulo!!!!!!!!!!!!1

    ResponderExcluir
  4. cara que palavreado e´esse nao to entendendo nada

    ResponderExcluir
  5. mais mais e mais to viciada parece drogo

    ResponderExcluir
  6. Maaaiss essa web é muito lindaaa!!

    ResponderExcluir
  7. uuui Arthur não perde a oportunidade ! kkk' Amando aqui.. ! quero mais mais mais !

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK' Arthur meu Safadenho Haaaha' Posta Mais *-*

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkkkkkkkkkkk só o arthur msm,posta mais to amando

    ResponderExcluir
  10. posta mais!!!!! ela precisa beijar ele!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Amanda e suas webs pra me deixar curiosa... kkkkk
    Adorando amiga! beijooo

    ResponderExcluir
  12. ahhhhhhhh, maisss maisss maisss essa web é muito boa to amando :D

    ResponderExcluir
  13. amei amei amei posta mais por favor

    ResponderExcluir
  14. +++++++++++++++++++++++++ posta mais! eu to amando essa web

    ResponderExcluir
  15. QUAL É O TIPO DE CÂNCER QUE ELE TEM ??

    ResponderExcluir