08/07/2012

"Lock and Key"


Capítulo 26 e 27


POV-Lua

“Arthur você não entende, isso é horrível! Essas mentiras, fofocas, notícias irão acabar com a gente. Não tem como nosso namoro durar com tudo isso, simplesmente não tem.” Falei.

“Lua, tem sim, sabe por que?” Ele perguntou.

“Como senhor mágico?” Perguntei, em EXTREMO mal humor.

“Por que se você me amar tanto quanto eu amo você nada irá nos separar.” Ele falou.

Arthur acabara de dizer que amava-me? Eu ouvira certo? Eu não estava louca? ELE NUNCA TINHA DITO AQUILO!!!!

Fiquei tão surpresa com o que ele disse que eu sequer tive capacidade de respondê-lo.

“Lua, olha, se você não me ama ok, mas simplesmente fala algo... estou ficando com medo. Haha.” Ele falou, rindo nervosamente.

Apenas consegui sorrir, e balbuciar: “V-o-c-ê m-e a-m-a?”

“Lua, eu AMO você como numa AMEI ninguém. Se quiser eu vou na janela e grito, apenas por você eu assistiria o jogo do Vasco na torcida dele!” Ele falou.

“Eu também AMO você! E é por isso que tenho tanto medo de perder você, que algo dê errado.” Eu disse.

“Nada vai dar errado. Eu prometo que vou amá-la enquanto e até depois de você parar de me amar.” Ele me disse.

POV- Arthur

A Lua me amava! HAHA, como eu estava feliz com aquilo.... Tudo que eu disse era verdade, eu assistira a um jogo do vasco com ela, contanto que não fosse contra o flamengo, mas ela não precisava saber daquilo.

Depois dessa declaração toda nos beijamos. Dormi aquela noite com ela, na casa dela, tendo a certeza da coisa que eu mais desejava: saber que ela me amava tanto quanto eu amava-a.

No dia seguinte, de manhã cedo, o celular da Lua tocou, acordando-nos. Era a empresária dela, havia uma proposta a caminho para ela.

Minha questão era: por que Lua olhara-me de tal forma quando essa proposta fora feita? Será que era algo prejudicial para nosso namoro? Será que seria algo que eu iria contra? Será que ela estava pensando em posar nua? A última opção fora a que mais me assustar, entretanto, eu não imaginava ela aceitando fazer aquilo, mas nunca se sabe.

Capítulo 27

POV- Lua

A Beca acordara-me após uma das melhores e mais calma noite que eu tivera. Enlaçada nos braços do Arthur eu me encontrava quando o celular tocou. Com a menor vontade do mundo eu atendi-o.

“Alô.”  Disse

“Luinha bom dia.Estou na correria, então vou ser bem direta... A revista Capricho quer fazer uma matéria com você e o Arthur, você topa? Se sim eles vão ligar para ele depois.” Ela disse.

“Ammm... Mas é sobre o casal ou eu e ele?” Perguntei.

Ao fazer essa pergunta o Arthur olhou-me com uma cara muito engraçada. HAHAHA.

POV- Arthur

“Ammm... Mas é sobre o casal ou eu e ele?”  Ouvi a Lua perguntar.

Casal? Eu e ele? Ela referia-se a nós dois ou à ela e outra pessoa?

POV- Lua

Olhei para o Arthur e decidi fazer mistério... A cara dele de enciumado era linda.

“Eles queriam saber se vocês eram um casal, mas disseram que aceitavam o casal da novela também.” Ela disse.

“Ok, eu aceito. Me dá um segundo que eu vou perguntar para ele. Ai você já responde por nós dois ok? “ Falei.

“ESPERA! ELE DORMIU AI? LUINHA!!!vocês poderiam ter sido visto saindo juntos depois da festa!” Ela falou.

“calma, não fomos vistos.” Falei. “Já ligo para você.”

“Amor, a Capricho quer fazer uma matéria com nós dois, mas como casal da novela.” Eu expliquei.

Ele olhou-me e disse apenas “UFA”.

“Arthur, eai, aceitamos?” Perguntei.

“Por mim tudo bem, mas você vai se sentir confortável?” Perguntou-me ele.

Respondi que sim, e assim no final de semana seguinte fizemos a entrevista e a revista.

POV- Arthur

Na entrevista no descuidamos e...

POV- Lua

No dia da marcado, tiramos fotos e demos uma entrevista durante o almoço. As fotos foram bem legais. 

Nossa desculpa para certas poses era que estávamos representando o casal, e não a nós mesmos.

Durante o almoço, fomos pedir os pratos, como o Arthur em conhecia bem, ele pediu o ponto da carne que eu gostava. A entrevistadora nos olhou, mas disfarçamos e brincamos com a situação.

Minutos depois, começamos a dar a entrevista, e como era usual nosso, fizemos piadas e implicamos um com o outro.

POV- Arthur

Eu e a Lua cometemos alguns deslizes, desde quase ser pegos de mãos dadas, até mesmo eu puxar a cadeira para ela e saber qual o ponto da carne que ela comia.

No mesmo dia, porém no período da noite, fizemos uma twittcam com o nossos amigos.

POV- Lua

Na noite do dia 10 do 06 de 2011, fizemos uma twittcam com os outros Rebeldes. Não me aguentava de tanto rir, aos poucos fui ficando mais relaxada e deixei o meu instinto tomar conta de mim.

Quando reparei que o Arthur não estava aparecendo na twittcam, puxei-o para aparecer, ficando ao lado dele. No final da filmagem, fomos gravar uma música, e enquanto eu esperava minha vez, Mel veio falar comigo.

“Lua, você e o Arthur vão negar até quando que existe algo entre vocês?” Perguntou-me.

“Mel, não existe nada entre nós dois.” Falei.

Fora tanta as perguntas que ela, e depois a Sophia, Chay e inclusive o Micael, fizeram que eu  acabei tomando uma decisão, essa decisão pode ter sido precipitada.

Continua..

Um comentário: