14/07/2012

"My first love"


Capitulo 146 147


            Contei toda a história e ele me aconselhou a ficar calma e esperar as atitudes do Arthur, é claro depois de me dar uma bronca e chamar de irresponsável pela festa. Ele me contou que o Arthur estava já a muito tempo evitando sair, pois a marcação da mulherada era intensa, e ele não queria ninguém. Mas que eu me preparasse pro pior, pois infelizmente eu procurei por isso.
            Meu mundo desabou naquele instante. Mas a pior parte foi ter que conviver com o silencio de todos durante o sábado e o domingo inteiro. Ninguém falava comigo. As meninas não entraram na internet, não responderam meus e-mails, ninguém atendia o celular, a não ser em minha casa que minha mãe dizia que meu irmão nunca estava. Senti que tinha algo errado. Isso nunca tinha acontecido.
            Na segunda feira à noite consegui falar com meu irmão, ele me enrolou e disse que o Arthur tinha realmente ficado com uma colega deles, e não foi só na sexta. Eles saíram no sábado e almoçaram no domingo num churrasco na casa de Arthur. Senti-me um lixo. A pior de todas as pessoas. Tranquei-me no quarto e passei a terça e a quarta feira sem sair de lá, nem comer nem beber agua. Na verdade eu queria morrer. E pra falar a verdade só sair de lá na quinta porque as meninas ficaram preocupadas e chamaram uma espécie de chaveiro lá pra abrir a porta. Eu estava acabada.
            Elas ligaram para os meus pais, preocupada com minha situação, mas eu não quis falar com ninguém. Pedro também me ligou, mas eu me recusei a conversar muito, apenas falei que ia ficar bem e desliguei. Não atendi o Arthur, e com as meninas só respondi mesmo e-mails dizendo que estava bem.
            Eu definitivamente não conseguia aceitar que o Arthur me trocou tão rápido por uma simples discussão. Pra mim ele só antecipou coisas que tinha vontade, mas não tinha coragem pra fazer sem motivos.
            O tempo foi passando e continuei sem falar com ele. E avisei a todos que fizessem o favor de não me falar mais nada. Faltava pouco pra voltar, pra encarar a triste realidade, e juro que minha intensão de ficar longe não adiantou muito. Precisaria de mais dois anos aqui pra isso. Mas eu não suportaria mais, queria encarar os problemas e resolver logo tudo isso.
            Contei tanto para os dias passarem logo, até que chegou. O voo de volta pareceu ainda bem mais lento, mas minha ansiedade era tanta em rever meus amigos que não me importei muito. Só tinha certeza de uma coisa, chegaria hoje em casa e no máximo daqui a dois dias queria está na casa de praia. Não passaria mais do que isso em casa me lamentando. Chegou minha hora de curtir.
            Ao colocar meus pés no saguão do aeroporto, não me agradou muito rever o Arthur entre todos que me esperavam, mas me controlei em consideração a ele ser o único amigo do meu irmão ali, e irmão da minha querida Melzinha. Falei com todos com muita empolgação, era tão bom poder abraçar novamente todo mundo. Mas um abraço que não conseguir dar foi em Arthur. Ele até se aproximou, mas minha reação foi apenas dizer “oi” da forma mais seca e fria possível.
            Todos estranharam minha reação, não esperavam isso de mim. Eu que sempre fui tão frágil, chorava por tudo, cheguei dando uma de durona. E só Deus sabe o quanto eu sofria por dentro com aquilo. Avisei logo que queria ir pra casa. Despedir de Julia e Luciana, e marcamos de nos encontrar depois.
            Ao chegar em casa Pedro logo me interroga:
            - Vai tratar o cara assim agora?
            - Por enquanto vou sim, não quero me deixa levar novamente, sofri tanto por uma coisa que nunca deu certo. Num simples mal entendido, o único em quase dois anos, ele correu atrás de outra acabando com qualquer possibilidade de carinho e respeito que eu ainda pudesse sentir por ele – falei cuspindo tudo que estava engasgado – Ele conseguiu estragar tudo, mais uma vez.
            - Lua, não foi fácil pra ele. Acho que vocês deveriam conversar – Pedro falava saindo do quarto e me deixando sozinha, mas completou ainda da porta – O clima das férias não vai ser legal assim.
            - Ele também vai? – falei incrédula – Como assim Peu?
            - Já estava tudo combinado, agora, só se ele desistir. E acho que ele não quer isso – ele saiu de uma vez e bateu a porta.
            Mais problemas, piores férias novamente. Só fiz dormir o resto do dia. No outro fui para o shopping com as meninas comprar algumas coisas pra viagem e aproveitamos pra colocar todos os assuntos em dias. As meninas estavam namorando definitivamente a distancia com Chay e Mica, algo que não pude anima-las e fingir que concordava em dar certo. Minha experiência foi um fiasco.
* * *
Capitulo 147

POV Arthur
           
            Após ficar sabendo que a Lua ainda ficaria mais tempo por lá pirei. Aquilo me deixou maluco. Sair da casa dela onde tinha acabado de conversar com minha sogra e quis sumi, mas sabia que não seria possível. A Lua se fechou de uma forma pros pais dela com isso, que eu tive que ajudar a mãe dela a falar com ela. Dias difíceis, mas ainda não foi o pior.
            Aquela sexta feira a noite, sim, com certeza foi a pior da minha vida. Após conversar com a Lua e escutar outro cara a chamando de Luinha perdi mesmo a cabeça. Enchi a cara, e fiquei com uma colega de faculdade. No sábado a consciência pesou, e fui pedir desculpas a menina, ela disse que não se importava e acabamos ficando novamente. Acabei indo encher a cara novamente na rua e dei de cara com Peu. Marquei com ele um churrasquinho lá em casa no domingo com o pessoal da faculdade e mais uma vez fiquei com a garota. E foi assim durante toda a semana.
            Até que de tanto ver todos me olhando de cara torta, inclusive minha mãe e resolvi dar um basta. Não deixei nem chegar à sexta feira e conversei com a menina pra falar que não rolava mais. Eu não conseguiria me envolver com alguém naquele momento. Pelo menos não até eu me resolver com a Lua.
            Passei todos aqueles dias e meses que restavam tentando conversar com ela, mandando e-mails, recados no MSN, recados através de Peu e das meninas, mas a única coisa que me vinha como resposta era que ela não queria falar comigo. Até que Peu conversou comigo e disse que eu esperasse por tudo, porque ela tinha proibido todos de sequer tocar em meu nome com ela.
            Na minha cabeça parou o desespero naquele momento. Pedro praticamente me segurou pra que eu não pegasse o primeiro voo e fosse conversar com ela lá. Foram os meses de espera mais angustiantes da minha vida. Ao saber da data que estava marcada pra ela chegar um fio de esperança surgiu em meu peito. Conversaríamos, e passaríamos as férias juntos seria a melhor coisa pra resolvermos nossos problemas. Triste engano.
            Quando a encontrei naquele aeroporto, que a vi tratando todos com o maior carinho do mundo, e que na minha vez surgiu apenas um misero “oi”. Esse tirado com certeza de alguma geleira. O olhar dela de desprezo me deixou abaixo de um cachorro de rua. Ela era com certeza uma pessoa diferente. Não era minha pequena, minha Lua.
            A minha sorte foi ter a Mel e a Soph pra me amparar naquele momento. Ao vê-la marcando com as meninas que moravam com ela, e falando que depois ligaria pra Mel e Soph saindo arrastando os pais pra irem logo embora dali, tive que aceitar que não teria mais jeito. Por que tudo sempre tem que dar errado comigo? Definitivamente ser feliz não é pra mim.
            Cheguei até mesmo desistir da viagem, mas as meninas me convenceram que eu não deveria abaixar tanto minha cabeça assim. Que o certo era encarar e seguir em frente, pra depois ter pelo menos a consciência tranquila de que tentei.
            O dia da viagem chegou. Nós nos encontramos na casa dela. Os pais dela ainda não tinham ido por causa do trabalho. Tínhamos pouco mais de uma semana com tudo só pra gente. Foram dias difíceis de aguentar. Era patada pra todos os lados comigo, e morrendo de amores por todos os outros. Sem contar que ela estava ainda mais linda e irresistível.
            Na primeira festa que a gente foi Peu me livrou de duas confusões por causa dela. Eu por mim teria partido pra cima dos caras sem problemas, mas Peu me controlava e sempre tirava a Lua de lá. Até que ela meio que se irritou por isso. As amigas dela de Londres também tinham casa de praia perto, e nos encontramos todos na festa. Fomos apresentados pra Julia e Luciana. A primeira a gente já conhecia através da webcam, e a segunda, uma loira, não tão alta mas muito simpática, a gente não conhecia ainda.
            A noite passou, veio outra, outra, e no quinto dia de praia teve festa novamente. E aquele sim, foi pra mim o final de tudo. E o pior, final sem nos dar o direito de sequer conversarmos e nos entendermos como amigos.
            Lua se afastou do pessoal saindo com Julia atrás da outra amiga delas. Achei que elas estavam demorando e Luciana apareceu procurando-as. Avisei que tinham saído pra procura-la, mas que era melhor ela ficar por ali e esperar pra não causar mais desencontros. Ficamos conversando e ela era muito legal. Quando menos esperávamos surge Julia com um cara e Lua atrás, de mãos dadas com outro, apresentando a Pedro que estava um pouco mais a frente com Gabi.
            Vi que Pedro ficou com uma cara preocupada ao me ver observando-os, mas eu assentir com a cabeça pra ele tentando transparecer que estava tudo bem. Ele ficou mais tranquilo ao ver Chay e Mel se aproximarem de mim. Procurei chão, mas naquele momento faltou.
            Minha única reação, talvez a mais impensada da minha vida, mas a única no momento foi a de puxar Luciana e taca-lhe o beijo ali mesmo. E foi bom. Sentir-me vingado. Tirei um fardo das costas. Ali sim estava decretado nosso fim. Lua e Arthur não existiam mais juntos. Eu tinha certeza.
* * *
Continua...

27 comentários:

  1. Ah não, né! :'( Posta mais por favor! Tô aqui chorando igual uma louca!

    ResponderExcluir
  2. Pelo o amor de Deus,posta +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ Pirando na web! Tenta postar mais hj,vai?

    ResponderExcluir
  3. vc ao fez isso !!!! posta maissssssssss

    ResponderExcluir
  4. aah Nana eu não vou te matar por que desde a sinopse eu sabia no que ia dar maaaaas eu não sei se é a TPM ou oq pra eu chorar tanto ='( ai que lindos *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tamo junto eu n sei se é TPM ou p eu to sofrendo com isso

      Excluir
  5. AAAAAAAAAAAA!!! PELO AMOR DE DEUS POSTA MAIIIS !! VOU DAR UM INFARTE AQUII !!! PLEEASE , PLEEEASE

    ResponderExcluir
  6. Pq vc fez isso? ja estava ruim e vc piora? só n digo q vo te mata pq eu to sem forças, to tendo um infarte!
    +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  7. tô chorando rios aqui,pq os dois tem que ficar separados?junta eles logo. tô morrendo afogada nas minhas lagrimas.POSTA MAIS PELO AMOR DE DEUS

    ResponderExcluir
  8. eles nao vão terminar juntos? eu vou sofrer

    ResponderExcluir
  9. jura que vai estragar uma história tão linda assim? porra o Arthur é o que? criança? o menino tem quase 20 anos e me faz essa merda? aaaaa pelo amor de deus, estragou a história, pode parecer grosseria, mas é verdade, é uma história tão linda as dos dois e me vem com alguma coisa assim... a pelo amor de deus, que isso...

    ResponderExcluir
  10. só espero que no final eles ficam juntos, porque cara num dá... você sempre que le uma web de casal, você quer os dois juntos, e se não terminar desculpa é mancada com todos os leitores... ele vai se casar com essa Luciana e vai fugir do grande amor, isso é ser covarde, que homem é esse? e Lua uma anta também, desde de ir conversar com ele, não fica o tratando que nem um animal...

    ResponderExcluir
  11. Feer Diniz, desculpa se pra vc eu estraguei a história. Não é essa minha opinião! Realmente quando se ler uma história de casal, o ideal é que estes acabem juntos, apesar que já li várias fantásticas com finais não tão felizes assim.
    Bom, pra quem leu a sinopse da história, sabe que essa parte aqui era esperada.
    A unica coisa que posso pedir a vcs é paciência, e espero não desapontar meus leitores queridos!!
    Boa noite amorecos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico triste com o fim do relacionamento dos dois mas,eu acho q são essas "briguinhas" q deixam a web mais legal,pois todos esperam pela reconciliação e é Sempre Linda
      Posta maais

      Excluir
    2. Desculpa, é que quando eu li, revoltei, poxa até chorei... desculpa mesmo, sim eu sei que era esperado, mas poxa quero eles juntos no final, Arthur é muito covarde, puta que pariu, Lua é uma besta também, mas espero do fundo do meu coração que eles ficam juntos, porque amo de verdade essa web, chorei várias vezes com ela já... e olha que é complicado algo me fazer chorar... espero mesmo que Arthur pare de ser covarde e Lua pare de ser besta e que eles no final ficam juntos, porque é uma historia tão linda...

      Excluir
    3. ah nana soh uma coisa faz final feliz pf haha

      Excluir
  12. Ah! Quanto as minhas amadas que estão chorando e infartando, acalmem-se e aguente firme! E vamos curtir a "amizade" de LuAr(casal real) que tá cada dia melhor... kkkkkkk Beijocas!

    ResponderExcluir
  13. porque isso,nao pode ser...estou chorando rios de lagrimas,nao pode acabar assim

    ResponderExcluir
  14. eles não poderiam terminar!!!!!!! ): posta mais!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Adoro essa web... O Arthur é muito doido ele que beijou a colega dele e fala que tirou um fardo... Espero que a Lua não fuja igual a outra, fica, e agarra o outro cara,um beijo super apaixonado ai o Arthur vai se dar mau... AHH, perfeita a web, adoro essas brigas!!!

    ResponderExcluir
  16. Nana F essa luciana não e amiga "amiga" da lua ou e amiga da onça mesmo?????? amando a web tá

    ResponderExcluir
  17. Vou até tomar um cházinho para vê se me acalmo esse capítulo foi bem emocionante adorandooooo

    ResponderExcluir
  18. To amando a web pra mim eles deviam brigar mais um pouquinho sozinhos e se beijar para um calar a boca do outro, ia ser massa, e eles tem que "dormir" juntos logo, tô loka pra k isso aconteça, please!!!!!!
    amo a web posta mais>>>>>>>>>>>>>>>>>>

    ResponderExcluir
  19. Não poooooode ! Isso é permitido ???? Fazer leitoras chorarem tanto assim e ficarem deprimidas com o final desse capitulo e angustiadas para ver outro ???? Por Favor Nana.. Precisamos de mais !

    ResponderExcluir