13/07/2012

"My first love"


Capitulo 144 e 145


POV Arthur

            Após aquela despedida da Lua no aeroporto me senti a pessoa mais acabada do planeta. Minha vontade era de sumir, de desaparecer pra tentar esquecer aquela situação, mas nada me ajudava. Tranquei-me por dois dias e só falava mesmo com ela através da internet.
            Eu só sair mesmo daquele quarto pra voltar pra minha rotina, porque sabia que a Mel e Peu contavam tudo pra ela, e isso a fazia se sentir mal. Mas era sempre assim, ia pra faculdade, voltava, esperava ela me ligar ou entrar na internet, conversávamos e quando ela ia dormir eu ia chorar. Só parei com essa rotina minha de choro na madrugada quando vi que estava prejudicado na faculdade e quase tendo que repetir o semestre.
            Foi ai que me afundei nos livros, ocupei minha cabeça e conseguir superar a falta dela.  As férias só não foram piores, porque os meninos chegaram do Rio e sempre que dava estávamos juntos, acabavam assim ocupando minha cabeça. No dia do meu aniversário receber aquele presente dela me deixou bobo. Lembrei tanto de como estávamos há um ano, nosso inicio de namoro onde nem pensávamos nisso, ela embriagada de tequila, brigando comigo e eu com medo de perdê-la. O mesmo medo que eu alimentava hoje.
            Sempre que conversava com ela ficava bem atento às histórias que ela contava, queria saber se havia algum intruso rondando o que era meu. Mas eram sempre com garotas que ela andava. Ou pelo menos não me contava sobre nenhum garoto.
            Ao receber a noticia depois dos seis meses de que a minha pequena ficaria lá mais um ano aquele sentimento voltou todo novamente. Era uma tristeza incontrolável. Ela me ligou e eu não pude evitar atende-la, depois de dar os parabéns a ela, eu sei que percebeu que eu estava triste, pois logo procurou mudar de assunto.
            Passei o meu pior verão, Pedro insistia para sairmos, viajar, e eu sabia que isso era obra da Lua, meu Natal e Ano Novo, foram tristes. Juro que pensei em pegar toda grana que tinha guardada e ir passar pelo menos um final de semana com ela, mas segundo Pedro e minha mãe isso só seria pior pra gente. A mãe dela também queria ter ido, mas a separação novamente seria pior pra todo mundo.
            Continuei na minha rotina aqui, sempre tinha que sair com o Peu e a Gabi, pra satisfazê-los, eu descobri que eles seguiam “ordens” da Lua pra que isso acontecesse. Mas era sempre a mesma coisa, eu saia e demorava pouquíssimo tempo e voltava pra casa. Fazer o que se eu não me sentia bem com mulheres caindo em cima e eu só pensando na Lua?
            Mas o pior ainda estava por vir, ela sabia tanto que isso ia me deixar mal que ela pediu pra mãe dela me chamar em casa pra me contar, e não foi pra menos, sair de lá igual um louco e sem chão.
* * *

Capitulo 145

 POV Lua

             Faltando pouquíssimo tempo pra arrumar minhas coisinhas e ir embora, minha mãe me liga avisando que o meu pai entrou em contato com o pai da Julia e da Luciana prima dela, e resolveram alugar um apartamento que era próximo aqui da escola pra nos manter aqui até pelo menos o final desse ano letivo.
            Pirei com isso! Não era possível, tentei contestar, mas minha mãe disse que meu pai nem falaria comigo, que isso era uma decisão já acertada, e que seria melhor pra mim, visto que chegar aqui faltando quatro meses pra terminar as aulas, de um modo totalmente diferente daquilo que eu estava vivendo lá seria difícil acompanhar. Falei que estava disposta assumir o ano perdido, mas foi a conta pra levar uma senhora bronca da minha mãe. Pedi pra falar com Peu, e esse já me atendeu sabendo de tudo. Perguntei por Arthur e ele disse que não teve coragem de contar, pois o mesmo estava contando os dias pra que eu chegasse.
            Avisei a Peu que eu não tinha culpa disso, e ele tentou me acalmar em vão. Minha mãe pegou o telefone de volta e disse que ela mesma se encarregaria de avisar ao Arthur. Passei três semanas recusando todas as ligações e e-mails dos meus pais, tinha raiva deles, só não fui embora porque meus dezesseis anos me exigiam de uma autorização para viagem, e Peu se recusou a ceder essa autorização por medo da reação dos meus pais.
            Só voltei a falar com minha mãe o dia que ela procurou Arthur e o fez me ligar pra passar o telefone pra ela depois. Mesmo assim me mantive em um dialogo monossílabo.
            Eu me revoltei mesmo, aquela menina doce, sempre meiga e obediente sumiu do mapa. Acabei descontando algumas coisas no Arthur. Ele não tinha culpa de nada, mas eu sentia as mesmas coisas de quando terminamos por causa de Pedro. Parecia que eu estava o ocupando por praticamente dois anos. Ele estava infeliz, e a culpa era única e exclusivamente minha.
            Como fomos pra um apartamento, as meninas acabaram aproveitando da situação, eram festinhas todos os finais de semana, casa cheia de gente, bebidas a vontade e só resenhas. Na maioria dessas festas, eu nem saia do meu quarto. Apesar da minha fase revoltada não me sentia bem com isso. Teria que mentir pra todo mundo, sei lá. Às vezes eu ainda saia do quarto pra cumprimentar o pessoal, mas não demorava muito.
            Pra falar a verdade a única que realmente participei foi a do aniversário da Ju, que pra variar acabou em problemas pra mim. Arthur me ligou durante a festa, achou estranho o barulho, eu fui pro quarto e ele me recriminou um pouco por isso, por saber que tinha muita gente no nosso apartamento, apenas três adolescentes, e um monte de gente que eu nem conhecia direito. Em certo ponto ele estava certo, mas eu não participar da comemoração não faria todas aquelas pessoas sumirem, eu era minoria ali.
            E a pior parte foi o namorado da Julia vir me chamar no quarto.
            - Luinha, o pessoal tá sentindo sua falta, vem logo – ele gritou um tanto quanto alterado pelo álcool já da porta do meu quarto.

            Ligação ON
            A: - Perai, eu ouvi mal ou algum cara acabou de encostar onde você está e te chamar de Luinha?
            L: - Foi sim – eu estava tão nervosa que quase gaguejei – É o namorado da Julia, o John.
            A: - E ele é tão seu amigo assim é?
            L: - Thur sem ciúmes agora, por favor?
            A: - Ciúmes Lua, você vai mesmo me culpar por ficar com ciúmes de você? Primeiro eu ligo pra minha namorada na sexta à noite porque eu queria conversar com ela por imaginar o tedio que ela está vivendo longe de todo mundo que diz gostar. Depois eu descubro que ela está dando uma festinha em casa, que um tal de John que eu não sei nem quem é entra no quarto dela a chamando de Luinha e avisando que o pessoal está sentindo a sua falta. Vai lá Lua, aproveita o pessoal que pra mim já deu.
            L: - Arthur não faz assim, por favor?
            A:- Para com isso Lua, vai curtir sua festa que eu vou sair agora.
            L: - Thur, pra onde você vai, fala comigo direito, me desculpa vai?
            A: - Menos Lua! Eu vou sair com o pessoal da faculdade, não sei pra onde, pois não sei onde eles estão, e acho que já falei tudo que tinha pra falar. Tchau e divirta-se ai.
            L: - Arthur não faz assim? – silencio do outro lado da linha – Arthur?
            Ligação OFF

            Ele desligou na minha cara, corri pra internet e vi que Mel estava no Skipe, pela imagem da câmera, ela estava na sala de casa. Ao começar a falar com ela vi o Arthur descer as escadas no fundo da imagem e o barulho da porta batendo. Comecei a chorar e a Mel logo percebeu do que se tratava. Não aguentei ficar impotente ali daquele jeito. Corri e tentei ligar pra Pedro, com certeza ele saberia do pessoal da faculdade.
 * * *
Continua...

14 comentários:

  1. NANA,POR QUE? OQUE QUE NÓS TE FIZEMOS? ESTOU CHORANDO, CHORANDO SÓ DE LAGRIMAS, PORQUE? Mas como sua fã n° eu entendo que precisava disso para prolongar a web, mas eu estou CHORANDO!!!

    ResponderExcluir
  2. eu nao aguento mais essa curiosidade,posta maissssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. EU NAO AGUENTO MAIS, SO CHORAR. AI, SO FELICIDADES NAO DA ,MAS SO TRISTESA TB NAO NE?POXA O MEU PC TA VIRANDO UM LAGO JA.

    ResponderExcluir
  4. BOM PELO MENOS UMA COISA É BOA DEMAIS,EU TO AMANDO E LUAR VOLTOU E É ISSO AI,EU TO FELIZ .LUAR VOLTOU MESMO ENTAO..........

    ResponderExcluir
  5. Amorecos não me matem por favor?!?!
    Enquanto vcs choram pra ler, eu chorei pra escrever, ler, corrigir, e reler... Ah! E não me abandonem também n...
    Nem só de alegrias se faz uma web... Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nós sabemos... e ninguém vai te abandonar não... só estamos chorando!!!

      Excluir
    2. :( mais n faz ninguem namorar outro pf kkk

      Excluir
  6. è seria muita sacanagem eles namorarem outros e o arthur tem que entender e não sair encher a cara por favor neh Nana mais bom falta pouco pra ela voltar neh ? Ela tá com quantos anos memsmo ? 16 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela volta com 16... nas férias do final do ano aproximadamente...

      Excluir
  7. Gente, visitem meu site please!!!!!
    http://blogteensrbr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir