18/07/2012

"My first love"


Capitulo 160 e 161


POV Arthur

            Engraçado como a vida da gente pode mudar do dia pra noite. Um final de semana inteiro então fez milagre em minha vida. Ficar com minha pequena foi muito bom, e saber que ela seria sim, só minha, melhor ainda.
            Ao chegar em casa sorrindo para as paredes, minha mãe logo me questionou o motivo de tanta alegria, já que a muito tempo não me via sorrindo daquele jeito. Falei logo com ela sobre tudo que aconteceu, sem entrar em detalhes claro, e sobre a decisão que eu iria tomar. Ela me apoiou, mas logo me alertou que não seria nada fácil e simples terminar meu relacionamento, digamos que tirar uma decisão da cabeça da Luciana não seria nada fácil.
            Resolvi pra aproveitar aquele resto de domingo no meu quarto sozinho, pensando apenas na minha Lua. Ela disse que ficaria em casa, e que só iria me encontrar quando tudo tivesse resolvido, pra evitar qualquer antecipação das coisas. Se eu ligasse pra Luciana àquela hora pra conversarmos provavelmente passaríamos a madrugada inteira discutindo. Era melhor deixarmos logo pra amanhã.
            Acordei no outro dia e fui para o escritório. Colocar todo o trabalho de sexta em dia logo cedo. Por volta das 8:30, 9:00 horas meu celular toca. LUCIANA! Pra falar a verdade, minha vontade era de nem atender, mas evita-la agora não ajudaria em nada. Atendi, contei que a formatura havia sido ótima, e avisei que precisávamos conversar. Ela veio logo me questionando se era sobre a data do casamento, ela queria que fosse dia 05 de março, aniversário da Lua, com a desculpa de que não queria completar um ano de noivado, mas eu desconfiava de uma possível provocação, e eu nunca, nunca mesmo, seria capaz de me casar naquela data, mesmo que esse final de semana não tivesse existido.
            Avisei que era sobre o casamento mais nada de datas, era algo sério pra ser conversado com calma. Ela ficou diferente, no mínimo desconfiou que houvesse algo errado comigo. Queria conversar durante meu horário de almoço, mas logo avisei que não seria tempo suficiente. Sendo assim marcamos que eu sairia mais cedo do trabalho a tarde e encontraria com ela na faculdade pra de lá irmos conversar.
            Pela frieza que ela ficou no telefone, e o fato de se conformar com o possível suspense que foi gerado, eu deveria ter percebido que não seria nada fácil...

POV Lua

            Após uma noite linda de sono, acordei por volta das 10:00 horas na segunda disposta a fazer mil coisas se fosse preciso. Ainda no meu quarto, comecei a escutar musica alta, coisa que há muito tempo eu não fazia, não demorou muito e Sonia me interrompeu avisando que eu tinha visita a minha espera na sala.
            Ao apontar no topo da escada, pude avistar Luciana na sala, minhas pernas então tremeram. “Ela deve ter vindo me dar uma surra por descobri do final de semana” foi o que eu pensei inicialmente. Cheguei até a sala e a cumprimentei, e ao ver que ela sorria tirei aquele pensamento inicial da minha mente. Mesmo tendo morado com ela por um tempo, nós nunca fomos muito ligadas ou próximas, na verdade minha amiga mesmo era a Julia prima dela. Mas ela sempre fez questão de me alfinetar agradecendo por eu tê-la apresentado ao seu futuro marido. Se arrependimento matasse!
            - Olá! – falei sem saber o real motivo da visita.
            - Luinha! Quanto tempo minha querida! Já soube que a festa da formatura dos meninos foi um arraso e que aproveitaram muito – era impressionante como ela não respirava enquanto falava – Mas eu vim aqui mesmo pra te fazer um convite, e não aceito não como resposta, aliás, não aceitamos.
            - Pode falar – na verdade mesmo eu queria que ela desaparecesse do planeta.
            - É porque conversando com o Thur hoje mais cedo, decidimos a data do nosso casamento finalmente – senti uma pontada no meu estomago – Vai ser dia 05 de março, ele faz questão da data, e o motivo de você ficar sabendo em primeira mão disso, é que decidimos te convidar para nossa madrinha, afinal, você é a responsável por nos conhecermos.
            Fiquei sem reação. Juro que permaneci imóvel por um bom tempo, e enquanto isso eu percebi que Luciana não parava de falar, mas pouco me importava isso agora. Como ele podia ter feito isso? Depois de passar o final de semana inteiro falando o quanto me amava, que iriamos ficar finalmente juntos, marcar o casamento na data do meu aniversário, na data do nosso primeiro beijo – provavelmente ele nem se lembrava disso – e ainda me convidar para que eu fosse madrinha dessa palhaçada toda? Era demais pra mim.
            - Lua! – Luciana me despertava do meu transe.
            - Oi... Oi desculpa! – tentei disfarçar – Que bom que marcaram a data, mas infelizmente não sei se da pra aceitar o convite de madrinha.
            - Ora, por que isso Lua? Sempre foi tão amiga do Arthur, e minha amiga – ela questionava com cara de desconfiada.
            - Porque... Porque eu estarei em aula durante esse período já, e nem sempre posso vir pra São Paulo quando quero – foi à única desculpa que veio na hora.
            - Não se preocupe com isso, dia 05 cairá num domingo e o casamento será durante o dia, não atrapalhará em nada você e a Melzinha de vir – ela explicava como tudo aconteceria e me deixou ainda mais triste – A Melzinha é a nossa outra madrinha e está irradiante de felicidade com isso. Agora nem posso conversar mais, tenho que ir, eu marquei de almoçar com o Thur e ele odeia atrasos.
            Despedimo-nos e ela saiu da minha casa me deixando completamente destruída com isso. Não sabia no que pensar primeiro, teria que passar por todo aquele sofrimento novamente, e a única coisa que me vinha à cabeça era uma vontade louca de sumir daquilo tudo. Voltei pro meu quarto e ao avistar minha mala ainda sem desfazer do Rio tomei a decisão mais louca da minha vida.
* * *
Capitulo 161

            Sai na porta do quarto perguntando a Sonia se havia algum carro em casa que eu pudesse utilizar, ela logo me respondeu que havia sim, mas que minha mãe tinha dispensado o motorista, visto que eu já dirigia e ele não seria mais necessário em casa naquela função. Concordei e entrei novamente no quarto. Coloquei mais algumas peças de roupa na minha pequena mala, peguei minha bolsa, verifiquei minha carteira que continha algum dinheiro, cartões e meus documentos, deixei um recado sobre a mesinha de cabeceira e sair sem Sonia perceber. Caso contrário ela ligaria pros meus pais imediatamente.
            Sem falar com ninguém, nem mesmo com as meninas peguei a estrada em direção a casa de praia. Era pra lá que eu teria que ir mesmo durante o final de semana com meus pais, só iria antecipar as coisas, precisava muito ficar sozinha. Enquanto dirigia tentava controlar meu nervosismo e parar de chorar, mas a imagem da Luciana me contando todas aquelas coisas que eles planejaram. Conseguia imaginar a cena dele todo carinhoso decidindo isso.
            Ao chegar próximo da cidade meu celular começa a tocar. Só olhei, e ao ver que era o Arthur recusei a chamada e desliguei o aparelho. Não queria falar com ele, pelo menos não antes de me acalmar, era injusto demais ele fazer essas merdas todas e eu sofrer sozinha. Nesse momento eu só seria capaz de conseguir uma briga feia, mais tristeza, e um acidente de carro. Ao entrar na cidade, já próximo de casa, ligo o celular e em questão de segundos ele começa a tocar. Era Peu.

            Ligação ON
            P: - Você ficou maluca garota?
            L: - Oi pra você também! – fui irônica.
            P: - Posso saber o que deu em você, pra pegar o carro e sair por essa estrada sozinha?
            L: - Deu vontade de aproveitar logo – continuei com o mesmo tom.
            P: - Lua fala sério, o que aconteceu hein?
            L: - Nada Peu. Eu preciso ficar sozinha, eu estou bem, já estou em casa, a viagem foi tranquila, mas realmente eu preciso ficar sozinha.
            P: - Só me responde se tem algo haver com os acontecimentos do final de semana.
            L: - De certa forma sim, mas nem é só isso. Relaxa ai que está tudo certo.
            P: - Eu até relaxo, mas vai ser difícil você conseguir controlar a ira de seu Billy. Segundo ele amanhã mesmo vai mandar alguém te buscar e você vai ficar trancada em casa – ele falava sorrindo – O velho tá uma pilha de nervos aqui.
            L: - Alivia ai meu lado vai! Avisa que eu estou bem e que não precisa vir me buscar, caso contrario eu fujo e dessa vez não aviso pra onde.
            P: - Ok! Vou fazer o possível. Juízo, e qualquer coisa grita!
            L: - Pode deixar. Beijo.
            P: - Beijo.
            Ligação OFF

Pronto! Agora é hora de chorar tudo que for necessário e pensar em tudo que vou fazer daqui pra frente, nessa situação é que não da mais pra ficar. Se ele decidiu que me quer como madrinha de casamento, ele terá!
* * *
Continua...

18 comentários:

  1. Eu to xorando rios aqui affe meu.. a lua é muito ESTUPIDAAAAA..... meu sem brinks ela é mto troxaaaaa affeee eu quero esmurrar a luciana

    ResponderExcluir
  2. Ai gente a Lua é boba,ela tinha que na hora ligar para o arthur e esclarecer tudo de uma vez ' CHAAAAAAAAAAAATO,isso,mas a Web está muuito linda ' eestou amaando muito ;D

    ResponderExcluir
  3. tô chorando muito aqui em casa !!!!!! posta mais por favor!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a quasesttar...Fala seriio!

    ResponderExcluir
  5. Não me matem ainda... por favor!!!!

    ResponderExcluir
  6. A Lua da Lucy ou oque? como ela vai acreditar dessa luciana, e porque chorando mesmo não ligou pro Arthur?

    ResponderExcluir
  7. o Arthur podia ir atras da Lua e falar que terminou com a Luciana e a Lua contar o que aconteceu e esclarece tudo de uma vez assim eles podem ficar juntos logo
    necessito de maissssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  8. celly eu queria saber se as autoras das web´s (amizade colorida,quase irmaos e o verao) autorizaram a postalas no meu tumblr?????????????

    ResponderExcluir
  9. posta mais por favor ainda hj cely!
    nana f a lua perdeu o juizo ou o qe?
    eu hein essa menina ta lucy concetreza.kkk

    ResponderExcluir
  10. Aff eu acho que ela vai no casamento e ela vai desmascarar ele na hora que o padre perguntar alguem tem alguma coisa contra fale ou cale-se para sempre sei lá mais ia ser melhor se fosse logo

    ResponderExcluir
  11. Haaaaaaa a Lua não merecia isso,mais ela tinha que atender o Arthur e saber o lado dele,aquela luciana é uma falsa,porque ela tinha que fazer isso com a Lua haaaa ridículo,mais Nana sua web é muito boa uma muito tudo isso kk essa é a web que eu mais gosto parabens mesmo bjos!!

    ResponderExcluir
  12. o povo ta entendendo tudo errado... a luciana inventou tudo pra lua o arthur nao sabe nada ainda... eles vao conversar a tarde povoo

    ResponderExcluir