13/07/2012

"Olhos Vermelhos"


2° Capitulo
Pov Lua-

Posso sentir meu celular vibrar, e a escrito uma mensagem enviada de um número restrito:

"SC- 21/5/1879"

Mas o que significava isso? Me distrai um pouco pensando a respeito, então meu celular começa a tocar.

Lua: Mila!? É você? 
Sophia: Que Mila o que! É a Sophia, esqueceu de mim é? Bem... Eu queria saber se você vai a festa na minha casa hoje. 
Lua: Bem Sophia... Eu não sei ao certo -Disse me lembrando do que aquela menina estranha havia dito. 
Sophia: Como assim!? O Mica vai, o Chay vai, O Biel também -Droga! Odeio quando ela usa minha queda pelo Gabriel para me manipular- Sem contar que eu nem sei quando eu vou ter uma oportunidade dessa de novo, você vai! 

Lua: Está bem, Sophia -Ela sempre me ganha nas discussões- Agora tenho que desligar. 

Sinto uma pontado no peito e logo após minha pele se arrepia e ouço a voz da pequena menininha dizendo "Por Favor" E quando olho pela janela lá está ela, me olhando fixamente. E num piscar de olhos ela some, concentro-me olhando na janela, talvez ela poderia reaparecer. Mas então vejo um cachorro preto, de olhos vermelhos encarando-me e rosnando na rua. Ele pula na janela quebrando o vidro e pulando em cima de mim, a sensação é desesperadora, até que um moreno dá uma bolçado no cachorro que cai pela janela quebrada. 
XxX: Você é atacada no ônibus por cachorros frequentemente? -Diz ele, eu não consigo responder, estava paralisada- Eii! Está tudo bem? 
Agora olho para ele, posso reparar que ele é bonito.

Lua: Estou bem, obrigada... Garoto. 

Arthur: Arthur, melhor Arthur. -Disse ele estendendo a mão para dois bancos vazios- Você vai querer sentar ai do lado de todo vidro quebrado? 
Lua: Não claro, obrigado Arthur. 
Digo me sentando ao seu lado no banco, então ele dá sinal para o motorista que havia parado, que está tudo bem. 

Arthur: Seu nome...?

Lua: Lua... Meu nome é Lua. 
Arthur: Nada zoada, não? 
Lua: Diz o garoto que tem o nome que me lembra meu avô...
Ele sorri, se dando por vencido. Posso observar cada detalhe do seu rosto, seu sorriso, seus cabelos arrumados, seu uniforme e sua mochila que me salvara. Sinto que ele se aproxima do meu rosto e coloca meu cabelo para trás da orelha. 
Arthur: Você está bem? -Diz ele se aproximando mais de mim, não... Eu não interromperia, digo, quantas vezes você pode ser beijada por um cara tão gato assim?

Continua...

4 comentários:

  1. Maiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiis
    A-M-A-N-D-O Akie

    ResponderExcluir
  2. nossssssa,muito massa,posta mais de um capítulo amanha se você puder por favor..!?!

    ResponderExcluir