13/07/2012

Pedro Cassiano brilha em Rebelde

Apresentado ao mundo artístico através da dança, o ator Pedro Cassiano, que atualmente vive o Binho da novelinha teen Rebelde, exibida pela Rede Record, tem um lado que pouca gente conhece. Bailarino premiado, o gato, de 24 anos, aos 12 anos começou a fazer aulas de street dance. E não parou por aí... Se dedicou também à dança contemporânea e ao balé clássico. Chegou a ganhar prêmios importantes, como uma bolsa de estudos numa renomada escola de dança na Nova Zelândia, a New Zealand School of Dance, durante um concurso em Nova York. Agora, no entanto, o que vem tomando todo o tempo do rapaz é seu personagem em Rebelde: “Tenho me dedicado full time ao Binho. Ele requer bastante preparação psicológica pois é um rapaz de carater muito duvidoso. É um desafio muito bacana e estou adorando fazer”, vibra. Sobre sua volta ao mundo da dança, Pedro garantiu que é um desejo, mas, que o tempo que sobra não permite a dedicação necessária ao seu nível profissional: “Sou costumado a mergulhar de cabeça em tudo que faço. Por enquanto o que estou conseguindo fazer são apenas algumas aulas, mas, quando estou presente nelas estou completamente entregue”.

Apaixonado pela vida no palco de um modo geral, Pedro ainda está comprometido com alguns projetos teatrais: “São espetáculos em que atuarei como ator e bailarino; ainda está tudo em fase de captação. Só posso adiantar que são de grande qualidade técnica e de grande importância cultural. Tenho certeza que será uma oportunidade de recuperar e reviver o tipo de trabalho que fiz no exterior”, comentou. É aguardar para conferir!     
“Sou um cara realizado”
Em sua passagem pela Nova Zelândia, Pedro foi convidado para trabalhar uma temporada de 4 meses com o “West Australian Ballet Company”, uma companhia de dança em Perth, na Austrália. Lá acabou lesionado na coluna enquanto treinava. De volta ao Brasil, com 20 anos de idade, para se tratar e se recuperar, e depois de uns 3 meses afastado dos treinamentos, foi convidado para dançar com a bailarina Ana Botafogo na ópera Os Sete Pecados Capitais. Mesmo não estando ainda 100% recuperado, Pedro mergulhou fundo nessa oportunidade. Fez uma temporada no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, além de viajar com o espetáculo. No final desse trabalho, Pedro continuou seu tratamento, mas não imaginava sua vida longe dos palcos, quando resolveu fazer uma aula experimental de teatro. Dali em diante, ao se apaixonar pela arte da interpretação, viu os rumos de sua carreira mudarem completamente: “Sou um cara muito realizado com o que faço”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário