16/07/2012

Pérola e Miguel: Saiba como o ator ganhou seu coração


 

"A minha história com o Miguel parece coisa de novela. Nós nos conhecemos há dois anos, na festa de 15 anos da Juliana Xavier, que é nossa amiga em comum. Confesso: no começo eu o achava muito implicante. Todas as vezes em que nos encontrávamos, ficávamos implicando um com o outro, aquela coisa de amigo mesmo, sabe? Por causa disso, nunca imaginei poderia ter algo com ele. Nessas ocasiões em que a gente se via, quando eu voltava de carro com as minhas amigas, reclamava e dizia que aquele garoto chato não parava de me perturbar. Elas sempre me alertavam, dizendo que o Miguel estava conseguindo o que queria: me fazer voltar para casa pensando nele.


Então, um dia ele me telefonou para se desculpar pelas implicâncias e para mostrar que também podia ser um cara legal. A partir dali, começamos a nos falar quase todos os dias por hooooras ao telefone. Foi aí que conheci o “lado fofo” dele e comecei a ficar interessada. Mais ou menos uma semana depois, nos reencontramos no aniversário surpresa de outra amiga nossa em comum, a Thaís Muller – que, a propósito, era responsável pelos ‘alertas’quem e também torcia muito pelo nosso namoro. Foi lá que ficamos pela primeira vez. Depois, me convidou para sair novamente, até porque eu sempre fui tímida para isso. Exatamente um mês depois, assumimos o namoro. Nós começamos a ficar no dia 10 de setembro e, por pura coincidência, no dia 10 de outubro ele fez o pedido oficial!

Lembro até hoje do dia em que soube que Miguel estava apaixonado por mim. Ele estava saindo de uma peça que fazia todos os fins de semana, e eu estava em casa. Então, recebi um SMS que dizia: “Tô amando você...”. Como
eu já sentia a mesma coisa, fiquei muito feliz, aliviada e surpresa com a mensagem, mas demorei um pouco mais para me declarar também (risos).
 
Durante a minha vida, eu nunca tive nenhum apelido, mas chamava o Miguel de “mon amour”. Aos poucos, a gente foi abreviando até virar “mamu”, que é como chamamos um ao outro. Ah, nós dois somos românticos! Desde o começo do relacionamento, o dia mais marcante para mim foi quando completamos um mês de namoro. Nós ainda não nos conhecíamos tão bem, e por isso não preparei nada para ele. De repente, o Miguel me ligou e me convidou para sair. Quando nos encontramos, ele estava me esperando com flores... :-)

O que mais admiro no Miguel é que ele tem uma sinceridade que faz as pessoas confiarem nele. Não é daquele tipo que diz a verdade de forma mal-educada e grosseira, mas tem uma maneira espontânea de dizer as coisas, e isso faz todos se interessarem cada vez mais pela opinião dele.
 
Como nós dois somos atores, não temos ciúme e nos entendemos muito bem em relação às cenas de beijos que fazemos nas novelas. Confiança é a base de tudo, e isso nós temos de sobra. Trabalho é trabalho, então é preciso
aceitar, né?
 
Já que as gravações são praticamente diárias, quando não conseguimos nos encontrar durante a semana, ficamos juntos o fim de semana inteiro. De vez em quando (quase nunca), uma balada é divertida quando estamos na companhia dos amigos, mas nós dois gostamos muito de ir ao cinema e de ficar com os amigos
em casa, fazer programas mais tranquilos. Não por menos, a palavra que melhor define o nosso amor é sintonia.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário