01/08/2012

"A Bela e a Fera"


Capítulo 8 e 9


POV- Lua

Quando cheguei na casa do Arthur, naquela segunda feira chuvosa, o menino pareceu estar mais cansado que o normal. Mal começamos a discutir, uma médica entrou no quarto.

Ela estava lá para comentar a respeito dos exames que ele fizera nele no final de semana.

“Oi Sr Aguiar, como está se sentindo hoje?” Ela perguntou.

“Eu estaria melhor se pudesse sair de casa, mas como não posso, não tenho como dizer que estou bem.” Explicou Arthur

A médica fez uma careta, olhou para mim e depois para o paciente.

“O sr deseja que ela saia, para que eu possa conversar com você a respeito do resultado dos exames?” A médica perguntou.

“Não a Lua deve ficar, e desejo que você cumprimente-a quando entrar aqui. Ela não é uma serviçal.” Arthur falou, deixando-me muito feliz.

Aquilo havia sido o mais próximo de um elogio que ele dera a mim.

“Ok, perdão. Olá senhorita.” A médica falou.

“Olá Dra.” Eu respondi, um tanto encabulada.

“Pois bem, Sr Aguiar, eu examinei seus exames, e conclui que talvez fosse melhor fazermos uma cirurgia.” A médica, com cara de azeite estragado, falou.

O comunicado deixou-me profundamente triste. Fiquei com uma pena horrível do Arthur. O rosto do menino que eu acompanhava caiu ao chão de tanta tristeza.

POV- Arthur

“Você já falou com a minha mãe?” Perguntou após um tempo.

“Sua mãe está muito ocupada, por isso ela pediu que eu viesse falar diretamente com o senhor.” Respondeu a médica.

Claro, ocupada... Minha mãe tinha vergonha da situação em que eu me encontrava, jamias desejara-me, verdade seja dita, ela apenas comprava coisas, jamais lembrando-se de mim.

Quando a médica saiu, Lua falou:

“Arthur você está bem? Quero dizer, bem em relação à noticia?”

“Lua, você é mais burra que eu pensava. É obvio que eu não estou bem! Eu vou fazer uma cirurgia! Eu piorei! Eu posso morrer! Obviamente, isso tudo é ruim para você, afinal, você parará de receber dinheiro para acompanhar.” Falei irritadíssimo.

“Arthur, eu me preocupo de verdade com você. Não quero que você morra. Eu gosto de você, como um amigo.” Ela falou, segurando uma lágrima na ponta do olho.

Para isso respondi:
“Para de ser falsa. Essa lágrima é a coisa mais ridícula que eu já vi. Você é apenas uma menina interesseira, vulgar, ridícula e pobretona. É incapaz de gostar de mim, se gosta de algo é do meu dinheiro. Eu tenho NOJO de você.”

Lua olhou-me incrédula. Depois disso ela virou-se para mim e falou.

Capítulo 9

POV- Lua

“Arthur, eu me preocupo de verdade com você. Não quero que você morra. Eu gosto de você, como um amigo.” Falei, segurando uma lágrima no canto do meu olho.

Arthur olhou-me com desdém e falou:

“Para de ser falsa. Essa lágrima é a coisa mais ridícula que eu já vi. Você é apenas uma menina interesseira, vulgar, ridícula e pobretona. É incapaz de gostar de mim, se gosta de algo é do meu dinheiro. Eu tenho NOJO de você.”

Fiquei profundamente magoada. Como ele se atrevera a falar tudo aquilo. Eu sabia que nós brigávamos muito, mas achava que ele não me via de tal forma. Além disso, as acusações dele eram cruéis, mesquinhas.

“Arthur, eu não menti sobre nada disso. Ah e só para seu conhecimento, o Rodrigo beija muito melhor que você.” Falei, e, sem aguentar mais tudo aquilo, sai do quarto.

Fui para cozinha onde pedi um copo de água para a empregada, que tornara-se minha amiga.

POV- Arthur

Eu acusara Lua de tudo aquilo porque estava com raiva da minha vida, que obrigava-me a ficar numa condição tão ruim, e porque eu não queria que Lua me visse no estado que eu ficaria após a cirurgia.

Era de meu conhecimento que eu ficaria muito enjoado, com dores, a aparência fragilizada, enjoado por conta dos remédios anti-inflamatórios e muitas outras coias desagradáveis ocorreriam.

Lua saiu do quarto revoltada, após ferver meu sangue ao falar que o Rodrigo beijava melhor que eu.

Ao retornar, ela olhou-me séria e falou:

“Não aguento mais. Não tenho estudado para o vestibular para poder vim aqui, acompanhá-lo, tento ser legal, mas apenas recebo desaforo. Para mim chega, parabéns Arthur, você conseguiu, estou indo embora.”

POV- Lua

Quando retornei para o enorme quarto, que parecia um centro hospitalar, vir-me-ei para o Arthur, após pegar minha bolsa e meus livros, e falei:

“Não aguento mais. Não tenho estudado para o vestibular para poder vim aqui, acompanhá-lo, tento ser legal, mas apenas recebo desaforo. Para mim chega, parabéns Arthur, você conseguiu, estou indo embora.”

Depois disso, sai do quarto sem ele falar nada. Quando estava na porta, a mãe do Arthur estava entrando de carro. Ela ao me ver, parou o carro e foi, com as mãos na cintura, ricamente maquiada, ao meu encontro....

Continua...

11 comentários:

  1. está muito boa essa web !! Tomara q a Lua volte atrás da sua decisão!!

    ResponderExcluir
  2. Essa é a web do seu blog que eu mais gosto, é muito boa !!! Posta mais !!

    ResponderExcluir
  3. posta mais!!! pf, posta maissssss! depois de My First Love, Simplesmente Rebelde e Lock And Key terem acabado, A bela e a fera, Consequência do Destino, I Never Hated You, e Threee Love Stories são as melhores! posta ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  4. Jesus eu preciso de mais ! Muito boa a web !

    ResponderExcluir
  5. Celly posta mais!!!!!!!! to infartando!!!! ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    Oque sera que a mãe do Arthur vai fazer com a Lua?

    ResponderExcluir
  6. posta mais,ta muito,mas MUITO boa a weeb novela!!

    ResponderExcluir
  7. posta mais por favor!!!! amo essa web tenta postar mais vezes por dia!!!

    ResponderExcluir
  8. posta mais por favor AMO mto esta web!

    ResponderExcluir