05/08/2012

"Minha História"



Capítulo 23 e 24


A festa da Mel não foi algo que marcou muito sua historia. Digamos apenas, para não cansar quem lê, que ela dançou muito, curtiu bastante ficar jogando conversa fora com sua amiga antes da festa, beijou um garoto, cujo nome nem ela sabe, usou a roupa que desejava, mas nada além disso.

Suas férias resumiram-se em ficar na casa da sua avó carioca, ficar com a família e encontrar-se com uma de suas amigas, cujo nome era Carla. Devo comentar que na volta para casa, após um passeio que percorreu boa parte do Rio de Janeiro com a Carlinha, Mel foi cantada por um taxista carioca, novo e gatinho.

O coitado nem teve chance, pois naquele momento ela só tinha olhos para uma pessoa...

Ao voltar para o sul, ela saiu com sua amiga Sophia, que após muitas conversas, um filme romântico e um almoço, sem sequer saber, tornou-se responsável por uma brusca mudança na Mel.

No primeiro dia de aula. Mel chegou antes que o Suede. Subiu as escadas da escola, sentou-se com os amigos e cumprimentou-o com um “Bom dia” exagerado. Ele e os demais amigos dela notaram algo diferente nela, mas não conseguiram dizer exatamente o que era.

Na aula, Jhulie perguntou, através de um bilhetinho:

“Você está diferente... Mais maquiada, arrumada, feliz talvez... O que está acontecendo para haver tamanha mudança?”

Foi assim que Mel contou a ela que...

Capítulo 24

“Você está diferente... Mais maquiada, arrumada, feliz talvez... O que está acontecendo para haver tamanha mudança?”

Foi assim que Mel contou a ela que havia decidido quebrar os próprios tabus, acabar com a enorme vergonha que sentia, dar uma pirada.... Ela disse que decidira ser feliz, que se não podia ter quem ela gostava de verdade arranjaria outro.

A amiga achou a ideia boa, mas mandou o seguinte recadinho:

“Isso! Mas não deixa de tentar alcançar tua felicidade ao lado de quem você realmente quer! E já que você decidiu pirar... quem sabe essa seja a hora de dar um passo a frente nessa amizade.”

Mel respondeu-a “Pirar aos poucos... HAHAHA Isso seria um pulo de cabeça para baixo do Everest ao chão.”

Jhulie em contrapartida respondeu: “Será? Quem sabe você tenta parar de dizer que não vai dar certo. Se realmente não der certo, ao menos tu tentou.”

Mel, pensando no assunto, respondeu simplesmente, mas diretamente: “ Ah sei lá... Parei de pensar nele, vou pensar em mim mesma por um tempo e me concentrar em beijar muito hoje hahah.”

Jhulie, sem entender direito, perguntou o motivo para aquilo.

“Simples.. Eu e o Bernardo temos um encontro.” Mel explicou.

Infelizmente, esse encontro com o Bê (aquele amigo que ficou com ela numa festa, cuja mesma Sophai estava presente) não aconteceu, mas sim outro fato...

O fato fora algo que deixara a nossa protagonista pensativa, refletindo e na dúvida. O mesmo fato determinou o final dessa historia.

Continua...

4 comentários: